Semana começa com cinco mortes por Covid-19 em Lençóis

Apenas nesta segunda-feira (22), três mulheres e dois homens não resistiram às complicações da doença

A situação está cada vez mais fora de controle em Lençóis Paulista. Depois de ultrapassar a marca de 80 óbitos em decorrência de complicações da Covid-19, a cidade iniciou a semana com recorde no número de mortes diárias. Apenas nesta segunda-feira (22), cinco moradores da cidade não resistiram à gravidade da doença e faleceram, três mulheres, de 79, 80 e 83 anos, e dois homens, de 52 e 72 anos. A informação foi divulgada no Boletim Epidemiológico publicado no final desta tarde.

De acordo com os dados da Secretaria de Saúde, Lençóis Paulista já contabiliza 86 óbitos ocasionadas pelo novo coronavírus. Apenas nos três primeiros meses deste ano, 32 pessoas morreram, o que representa mais do que a metade dos registros feitos em 2020, na chamada primeira onda da pandemia.

Até o momento, 7.598 pessoas já contraíram o vírus. O número de casos ativos da doença se mantém em níveis alarmantes. Nesta segunda-feira, 698 pessoas seguiam em fase de transmissão na cidade. Outras 22 aguardavam os resultados de exames. Os casos de síndrome gripal em acompanhamento totalizavam 627.

ALTA OCUPAÇÃO HOSPITALAR

Como vem ocorrendo há vários dias, o PAC-19 (Pronto Atendimento à Covid-19) segue sem vagas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), com os 18 leitos ocupados. Um paciente que já não se encontra em fase de transmissão, mas ainda tem o quadro de saúde delicado, também está internado na UTI geral do Hospital Nossa Senhora da Piedade). Com isso, a ocupação atinge os 105%.

Em relação aos leitos de enfermaria, destinados aos casos menos graves, mesmo com a locação de um imóvel em frente ao PAC-19 para a ampliação de mais 12 leitos, elevando o total para 54, a taxa de ocupação segue alta, em 79%, com apenas 11 vagas disponíveis. O Boletim Hospitalar também revela que sete lençoenses estão internados em hospitais da região.

BAIXO ISOLAMENTO SOCIAL

Mesmo com todos os alertas das últimas semanas e com o endurecimento das restrições para frear a circulação de pessoas e, consequentemente do vírus, a taxa de isolamento social no município segue bem abaixo dos 60% recomendados pelas autoridades sanitárias. De acordo com os dados atualizados, o índice ficou em 39%, 42% e 49% entre a sexta-feira (19) e o domingo (21), respectivamente.

destaques