Prado suspende vacinação após criança ter parada cardíaca

Comitê de Combate à Covid-19 se reúne na tarde desta quarta-feira (19)

O prefeito Anderson Prado de Lima (DEM) determinou a suspensão da vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos em Lençóis Paulista. A medida foi adotada em decorrência de um caso grave possivelmente ligado à reação ao imunizante da Pfizer. Uma criança de 10 anos do sexo feminino, asmática, teve uma parada cardíaca na noite dessa terça-feira (18), 12 horas após a aplicação da dose.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, a criança teria começado a passar mal no período na noite, com alteração nos batimentos cardíacos, chegando a desmaiar. Ela foi atendida no CMU (Centro Médico Unimed), onde teria sofrido uma parada cardíaca, mas foi reanimada pela equipe médica e mantida em observação durante a noite.

De acordo com informações extraoficiais obtidas por O ECO, a paciente teria sido transferida para o Hospital das Clínicas da Unesp de Botucatu, onde estaria internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), porém, já em estado consciente. A reportagem tentou contato com a Unimed para obter mais informações sobre o caso, mas não havia obtido resposta até a publicação desta matéria.

Por telefone, o prefeito Prado revelou que a Secretaria de Saúde aguarda o envio do prontuário médico da paciente para que o caso seja analisado mais a fundo, mas disse que já notificou a Secretaria de Saúde do Estado e convocou uma reunião de emergência do Comitê de Combates à Covid-19. “Enquanto aguardamos um posicionamento das autoridades sanitárias, a vacinação de crianças está suspensa”, revelou.

Segundo a Secretaria de Saúde, nessa terça-feira, quando teve início da vacinação de crianças de 5 a 11 anos com comorbidades na ESF (Estratégia de Saúde) Vereador Carlos Alberto Baptistella, na Vila Maria Cristina, foram aplicadas cerca de 40 vacinas e todas as crianças estão sendo monitoradas preventivamente pela equipe da Vigilância Epidemiológica.

NOTA OFICIAL DA PREFEITURA

Na noite de ontem, aproximadamente 12 horas após ser vacinada, uma criança (que neste momento está consciente e estável), apresentou alterações nos batimentos cardíacos e desmaiou segundo o relato do pai, por isso, foi levada à rede de saúde particular para atendimento profissional, onde foi reanimada.

A Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Estado, aplicou corretamente a dose infantil da Pfizer, que é aprovada pela Anvisa. A criança possui quadro clínico de asma como comorbidade. A Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista está em contato com todos os responsáveis pelas demais crianças vacinadas ontem para acompanhamento.

É importante ressaltar que, como o atendimento ocorreu pela rede particular, a Secretaria de Saúde ainda não teve acesso aos prontuários médicos e de atendimento da criança e irá solicitar a documentação oficialmente.

A Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista, através da sua Secretaria de Saúde e da sua Vigilância Epidemiológica, já informou a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, através da Vigilância em Saúde e aguarda resposta e instruções dos órgãos responsáveis.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques