PAC-19 encerra atendimento no dia 31 de março

Serviço realizou quase 40 mil atendimentos desde que entrou em operação

Com o avanço da vacinação e a redução significativa do número de casos ativos, O PAC-19 (Posto de Atendimento à Covid-19), que funciona na rua Piedade, ao lado do Hospital, vai encerrar os atendimentos no próximo dia 31 de março. O serviço foi criado em maio de 2021 como política de enfrentamento à pandemia e realizou quase 40 mil atendimentos desde que entrou em operação.

“Felizmente, estamos vencendo a pandemia. Em janeiro, enfrentamos um dos momentos mais críticos. Devido à alta taxa de transmissão da variante Ômicron, realizamos mais de 300 atendimentos diários durante quase todo o mês. Hoje, o número de pacientes não chega a 5% desse total. Com o baixo número de casos, essa demanda pode ser absorvida pelas unidades de saúde e pela UPA. Inclusive, parte do contingente do PAC-19 será remanejado para fortalecer ainda mais a nossa urgência e emergência”, explicou o secretário de Saúde, Ricardo Conti Barbeiro.

O PAC-19 foi inaugurado em maio de 2020, com adequação de um espaço dentro do Hospital Nossa Senhora da Piedade. A iniciativa teve apoio da Bracell, que fez uma doação de cerca de R$ 1 milhão para adequação do espaço. O PAC-19 possibilitou o atendimento exclusivo de casos do novo coronavírus, com o objetivo de separar os atendimentos de casos sintomáticos da doença de outros pacientes que usavam tanto o hospital como a rede pública de saúde.

Em março de 2021, com a alta demanda, a Prefeitura transferiu os atendimentos para um imóvel ao lado do hospital. A mudança possibilitou a abertura de novos leitos de enfermaria, diante do grande número de casos e hospitalizações. Um sistema de trigaem foi montado na rua Piedade, com a instalação de uma tenda, para evitar aglomerações. Dentro do imóvel, foram disponibilizados três consultórios, duas salas para testagem e duas salas de hidratação.

“O PAC-19 foi uma estratégia muito eficiente de enfrentamento à pandemia e nos auxiliou em dois momentos. Em 2020, quando ainda não havia vacina, possibilitou centralizar o atendimento das pessoas sintomáticas, tirando-as das unidades de saúde, e garantindo que as pessoas tivessem acesso a outros tipos de atendimento médico nos postos, diminuindo riscos, bem como isolando uma ala do hospital para esses atendimentos, e no começo deste ano, quando enfrentamos a Ômicron, que é altamente contagiante. Não podemos deixar de agradecer os servidores públicos, a Bracell e o Hospital Nossa Senhora da Piedade por possibilitar a execução dessa política de saúde. Com cuidados e com a vacinação, estamos vencendo. Que Deus continue protegendo os lençoenses”, comentou o prefeito Anderson Prado.

Desde a inauguração, em 2020, foram 39.114 atendimentos, sendo 7.269 em 2020 e 23.299 em 2021. Em janeiro deste ano, o mês em que a cidade chegou a ter mais de 3 mil casos ativos, foram realizados 8.546 atendimentos.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques