Mais de 3 mil pessoas não compareceram para tomar a segunda dose em Lençóis

Vacinação segue em drive-thru na Facilpa, neste sábado (25), das 8h às 15h

Cerca de 3,3 mil pessoas ainda não compareceram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em Lençóis Paulista. Além do número alarmante, aproximadamente 1,5 mil pessoas de 18 anos ou mais não tomaram nenhuma dose da vacina. O secretário de Saúde Ricardo Conti Barbeiro reforça que é importante que a população receba a segunda dose, pois, sem ela, a eficácia contra o vírus é bem menor.

“Organizamos um drive-thru para este sábado (25), das 8h às 15h, na Facilpa, e estendemos o horário de atendimento das unidades da saúde no meio da semana como estratégias para chamar esse público. Também estamos realizando uma busca ativa dessas pessoas. Não há dúvidas que a vacina funciona, por isso, não podemos relaxar para que o número de casos não volte a subir”, explica.

Ele também revela um grande problema no município: muitas pessoas estão agendando a vacinação nas unidades de saúde e não comparecendo no horário marcado. Há cerca de 20% de falta nos agendamentos da vacinação, o que demonstra falta de responsabilidade da população, que está tirando o lugar de outra pessoa que poderia estar sendo imunizada.

Nas outras cidades da microrregião, as secretarias de Saúde também estão encontrando problemas com a falta de comparecimento dos moradores. Em Macatuba, 245 pessoas acima de 18 anos ainda não agendaram a primeira dose, e 200 pessoas estão atrasadas para receberem a segunda dose. Em Areiópolis e Borebi, respectivamente, 45 e 55 pessoas não completaram a imunização.

ATENDIMENTO

A Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista iniciou o agendamento da terceira dose da vacina para pessoas acima de 80 anos e que tomaram a segunda dose da vacina há pelo menos seis meses. O município também está vacinando pessoas com alto grau de imunossupressão, que tomaram a segunda dose há pelo menos 28 dias.

Macatuba segue com agendamentos para a primeira dose. No caso da segunda dose, não há necessidade de agendamento; a população deve seguir a data programada na carteira de vacinação recebida durante a aplicação da primeira dose. Já a terceira dose está sendo aplicada através de busca ativa, ou seja, os profissionais estão contatando os pacientes e indo até eles para a aplicação do reforço.

Em Areiópolis, a vacinação de primeira e segunda doses acontece no Ambulatório de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, por ordem de chegada e sem necessidade de agendamento. A terceira dose em idosos de 80 anos ou mais está sendo aplicada a domicílio.

Já em Borebi, a terceira dose deve começar a ser aplicada assim que as vacinas chegarem no município. Mais detalhes a respeito da primeira e segunda dose serão divulgados nas redes sociais da Prefeitura Municipal e através de um carro de som que passará pela cidade assim que a Saúde definir um dia para a aplicação das doses.

BALANÇO

Até na manhã dessa sexta-feira (24), de acordo com o Vacinômetro do Governo do Estado de São Paulo, Lençóis Paulista havia aplicado 89.238 vacinas, sendo 54.089 de primeira dose, 33.106 de segunda dose, 1.864 de dose única, além de 179 de terceira dose. Com 81,1% da população com pelo menos uma dose recebida, a cidade ocupava a 263ª posição no ranking dos 645 municípios do estado.

Entre as demais cidades da microrregião, a melhor classificada era Macatuba, que, com 22.929 vacinas (13.352 de primeira dose, 8.989 de segunda dose, 438 de dose única e 150 de terceira dose), o município ocupava a 309ª colocação, com 80,1%% da população vacinada com pelo menos uma dose.

Borebi estava na 459ª posição, com 76,8% da população vacinada e 3.385 vacinas aplicadas no total (2.011 de primeira dose, 1.324 de segunda dose e 50 de dose única). Areiópolis aplicou 13.055 vacinas (7.737 de primeira dose, 4.924 de segunda dose, 311 de dose única e 83 de terceira dose), fechando a fila da microrregião, na 587ª posição, com 72,2% da população vacinada.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques