Fase Emergencial passa a valer neste sábado (13) em Lençóis

Com alta de casos, ocupação hospitalar perto do limite e circulação de nova variante, cidade se mobiliza para tentar frear o avanço da pandemia

Novas medidas estão sendo tomadas pelo Poder Público para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Na quinta-feira (11), em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo do Estado de São Paulo, o governador João Doria (PSDB) anunciou a adoção de uma Fase Emergencial que restringe ainda mais as regras em relação à Fase Vermelha do Plano São Paulo, a medida, que vale para todos os 645 municípios paulistas, passa a valer na segunda-feira (15) e segue até o dia 30 deste mês.

Em live transmitida na manhã dessa sexta-feira (12), o prefeito Anderson Prado de Lima (DEM) e o médico e ex-secretário de Saúde, Norberto Pompermayer, que voltou a presidir o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, comentaram sobre as novas regras que, na cidade, passam a vigorar já a partir deste sábado (13) e também se estendem até o dia 30 deste mês. Como em todo o estado, a cidade também adotará o Toque de Recolher das 20h às 5h, e a Polícia Militar deve intensificar as rondas para fiscalizar o cumprimento da medida. Pessoas que estiverem na rua depois deste horário precisarão justificar o motivo.

Entre as principais medidas estão a proibição de atendimento interno de todos os serviços não essenciais, que podem funcionar apenas nos sistemas delivery (por 24h) e drive-thru (até as 20h). Supermercados podem abrir até as 20h, com acesso permitido apenas para uma pessoa de cada família. Atividades religiosas estão suspensas e as igrejas podem realizar apenas missas e cultos on-line. Academias devem funcionar apenas com atendimento individual e em áreas externas. Salões de estética podem atender com hora marcada, com 15 minutos de intervalos entre clientes. O transporte coletivo fica suspenso até o final do mês. Aluguéis de salões e chácaras estão proibidos.

“Estamos trabalhando para ampliação de leitos tanto de UTI como também de enfermaria para seguir garantindo o atendimento a todos os lençoenses, mas os recursos físicos, humanos e financeiros não são infinitos. Se não reduzirmos a contaminação, vai faltar leito. Ainda não apertamos o botão do pânico, mas estamos numa situação de alerta e precisamos da ajuda de toda população para superar essa fase. E, nesse sentido, atendendo um pedido do Comitê, estamos antecipando para amanhã o ingresso da cidade na Fase Emergencial, para aumentarmos nosso índice de isolamento social que atualmente é de 38%, mas que precisa ficar entre 50% e 60%”, declarou Prado.

O presidente do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, Norberto Pompermayer, também foi enfático ao pedir a colaboração da população. Deixou claro que, no momento, ainda não existe ninguém internado em corredores do Hospital Nossa Senhora da Piedade e que também ninguém ficou sem atendimento, mesmo que nesta semana a taxa de ocupação tenha chegado a subir para 130%. “Temos que manter a guarda alta e aumentar o isolamento social para 60% nos próximos 15 dias, senão não teremos vagas para mais ninguém, não teremos vaga para o particular, não teremos vaga o SUS (Sistema Único de Saúde), porque na Covid-19 a porta é uma só”, declarou.

PANORAMA GERAL

Até o fechamento desta matéria, Lençóis Paulista tinha 430 casos ativos de Covid-19 e 149 casos suspeitos. Desde a confirmação da primeira infecção, no dia 29 de março de 2020, o município confirmou um total de 6.624 casos positivos. A recuperação foi uma realidade para 6.119 pacientes, mas a população sofreu com a morte de 75 cidadãos lençoenses. Cerca de 40 habitantes estão hospitalizados: 39 no Hospital Piedade, que teve nesta semana o número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), aumentado de 12 para 18, e uma pessoa em outro hospital.

No dia 4 de março, Lençóis Paulista entrou para a lista de cidades da região Centro-Oeste do estado em que já existe circulação das novas variantes do coronavírus. O resultado do estudo de 14 amostras indicou quatro associadas à variante P1, popularmente conhecida como variante do Amazonas.

Conforme o vírus se alterava, o perfil dos pacientes internados em leitos de UTI também começou a mudar. Os casos mais recentes de internação estão sendo registrados em pacientes mais jovens, sem comorbidades, e que possuem entre 35 e 55 anos. O secretário de Saúde, Ricardo Conti Barbeiro, afirma que é necessário continuar a respeitar todas as medidas de proteção contra a Covid-19, e ressalta: “Estamos no pior momento da pandemia”.

SITUAÇÃO NAS ESCOLAS

Prado declarou, dessa sexta-feira (12), que as aulas nas escolas estaduais, privadas e municipais estarão suspensas até o dia 30 de março. Railson Rodrigues, secretário de Educação do município, reiterou o posicionamento e afirmou, em entrevista à reportagem de O ECO, que as escolas permanecerão em funcionamento para os professores que quiserem utilizar os equipamentos disponibilizados pelo local.

“As aulas funcionarão de maneira remota para os alunos, porém ficarão com as portas abertas, com poucos funcionários e em escala de revezamento, para que os professores que necessitarem da estrutura possam trabalhar”, explica.

Rodrigues também confirma que, quando a decisão de retomar as aulas presenciais foi tomada, um protocolo foi criado para o caso de confirmação de contaminação da doença por parte de alunos e professores. As escolas que apresentassem dois casos positivos teriam suas atividades imediatamente suspensas.

Três escolas tiveram que ser fechadas devido aos casos confirmados da doença: as escolas Idalina Canova de Barros, no Jardim Nova Lençóis, e Maria Zélia Camargo Prandini, no Conjunto Habitacional Maestro Júlio Ferrari, e a creche Iara Maria Giovanetti Campanholi, no Jardim Maria Luiza I. As creches não retomaram as aulas presenciais, portanto, os casos confirmados na Iara Maria Giovanetti Campanholi foram apenas entre os servidores, e nenhum aluno foi contaminado.

A escola Maria Cordeiro Fernandes Orsi não chegou sequer a abrir suas portas: mais de dois casos de Covid-19 foram confirmados antes da retomada das aulas presenciais, e os alunos permaneceram tendo aulas remotas.

VACINAÇÃO SEGUE

De acordo com o “Vacinômetro”, que foi criado para alertar a população a respeito da quantidade de pessoas já vacinadas na cidade, 4.861 lençoenses receberam a vacina contra a Covid-19: 1.404 já receberam a segunda dose e 3.457 receberam a primeira. A prioridade, até o momento, foram os profissionais da saúde e os idosos.

A vacinação para os idosos entre 75 e 76 anos se inicia neste sábado (13), no Recinto da Facilpa, que foi preparado pela Secretaria de Saúde para receber os pacientes. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, 511 pessoas integram essa faixa etária, e o local foi escolhido com o objetivo de centralizar e agilizar a aplicação das vacinas.

“Conforme a vacinação avança para o público com menor idade, de acordo com nossa pirâmide etária, esse público vai aumentando. Então, resolvemos adaptar o recinto da Facilpa, que tem muito espaço para organizar filas e o fluxo de veículos, para realizar essa vacinação”, explica Ricardo Conti Barbeiro.

O sistema drive-thru segue sendo adotado, e a vacinação acontecerá através da distribuição de senhas, das 8h às 13h. É necessário apenas portar um documento de identificação com foto. Também podem tomar a vacina os idosos com mais de 77 anos que ainda não receberam a primeira dose.

CONFIRA UM RESUMO DAS MUDANÇAS DURANTE A FASE EMERGENCIAL

Observação: delivery está permitido 24 horas por dia e drive-thru até as 20 horas. Toque de Recolher das 20h até 5h

ESCRITÓRIOS EM GERAL (INCLUSIVE MERCADO FINANCEIRO), IMOBILIÁRIAS, SERVIÇO DE CALL CENTER, JURÍDICO E ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

Proibido atendimento ao público.

COMÉRCIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, MATERIAIS ELÉTRICOS; IMPLEMENTOS, INSUMOS E EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS e LOJAS DE PEÇAS

Proibido atendimento presencial, mas ficam liberados os serviços de delivery e drive-thru.

ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS (COMÉRCIO EM GERAL)

Não é permitido ingresso no interior das lojas. Somente delivery e drive-thru, com proibição de qualquer tipo de aglomeração.

RESTAURANTES, BARES E SIMILARES

Somente delivery e drive-thru, com proibição de consumo de produtos no local.

PADARIAS

Permitido delivery e retirada de produtos no balcão até as 20h. Sem consumo interno.

TRANSPORTE COLETIVO

Suspenso até 30 de março

EDUCAÇÃO ESTADUAL, MUNICIPAL E PRIVADA

As escolas ficam fechadas até dia 30 de março, permitindo apenas trabalhos administrativos para continuidade das aulas no formato virtual. O retorno às aulas se dará após reavaliação das autoridades sanitárias.

AULAS DE EDUCAÇÃO NÃO REGULADA

Permitido somente ensino a distância.

CLUBES e ASSOCIAÇÕES

Funcionamento proibido.

SUPERMERCADOS, MERCEARIAS, AÇOUGUES E PEIXARIAS

Podem funcionar até as 20h com controle rígido de acesso limitado a uma pessoa por família, além de aferição de temperatura. Será intensificada a fiscalização sobre o cumprimento dessas regras.

ATIVIDADES RELIGIOSAS

Proibição de realização de atividades coletivas como missas e cultos, mas permissão para atividades administrativas, atendimentos individualizados. Estão permitidos cultos, missas e outras celebrações no formato virtual.

ÁREAS DA SAÚDE HUMANA E ANIMAL (FARMÁCIAS, CLÍNICAS MÉDICAS E VETERINÁRIAS)

Sem restrição de funcionamento.

ACADEMIAS E CENTROS DE ATIVIDADES FÍSICAS

Funcionamento permitido apenas para atendimento personalizado em áreas externas.

SALÕES DE BELEZA, ESTÉTICA E BARBEARIAS

Atendimento individualizado com hora marcada, com intervalo de 15 minutos entre atendimentos para higienização.

ATIVIDADES ESPORTIVAS AO AR LIVRE

Autorizadas atividades esportivas individuais em locais abertos, não gerando aglomeração, até as 20h. Proibido jogos, treinos, amistosos, competições coletivas, bem como aglomerações em qualquer atividade.

EVENTOS, ATIVIDADES CULTURAIS, BUFFETS, BARRACAS, CHÁCARAS PARA LOCAÇÃO e EDÍCULAS

Proibida qualquer atividade.

VAREJÃO

Permitido com restrições. Sem consumo no local.

destaques