Com 20 casos de dengue, Borebi se mobiliza contra o Aedes aegypti

Vistoria feita no início do mês identificou possíveis focos em mais da metade da cidade

Conforme publicado na semana passada, a pequena Borebi, de apenas 2.713 habitantes, segundo a estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), já registrou 20 casos de dengue neste ano (15 autóctones e cinco importados), além de outros 30 casos suspeitos. Com possíveis focos identificados em mais da metade dos imóveis da cidade, a Secretaria de Saúde está promovendo diversas ações para frear o avanço do Aedes aegypti.

O secretário de Saúde Reginaldo Cirilo expressa preocupação com os casos e afirma que a dengue já é quase uma endemia – quando uma doença tem impacto significativo na população – na cidade. “Fizemos um trabalho efetivo para diminuir o número de casos. Realizamos uma vistoria em todo o município com a colaboração de várias pessoas. Além disso, estamos orientando a população para chamar a atenção sobre o perigo da dengue”, acrescenta.

O responsável pela pasta afirma que os agentes comunitários de saúde e os agentes de controle de vetores estão realizando vistorias regulares em Borebi, indo de casa em casa em busca de focos da dengue. Nos dias 31 de março e 1 de abril, foi feito um ‘arrastão’ no município, com 820 imóveis visitados pelas equipes. Do total, foram encontradas larvas em 32 casas. Além disso, 56% das residências possuíam condições propícias para a formação de criadouros do Aedes aegypti.

Entre as medidas adotadas pela Prefeitura Municipal estão a nebulização, que consiste na aplicação de inseticida para matar os mosquitos adultos possivelmente infectados com o vírus da dengue, além da aplicação de veneno em locais específicos para eliminar criadouros. Nas casas onde os focos da doença foram encontrados, eles foram eliminados e os cidadãos foram orientados a respeito dos cuidados que devem ser tomados para que a situação não se repita.

CIDADE LIMPA

Segundo Reginaldo Cirilo, no último dia 7 a Prefeitura Municipal de Borebi assinou um termo de compromisso com a TV Tem, firmando uma parceria com o programa ‘Cidade Limpa’. A iniciativa, que abrange toda a região de cobertura da emissora, tem o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos provocados pelo acúmulo de lixo e motivar a comunidade a participar de um grande mutirão de limpeza, gerando mais segurança e qualidade de vida.

“É um trabalho muito efetivo que vai permitir que as pessoas retirem de suas casas vários itens acumulados. Elas vão poder colocar tudo na calçada e um caminhão vai passar recolhendo. O evento vai acontecer nos dias 4 e 5 de maio”, reforça o secretário, que destaca que, além de prevenir a proliferação do Aedes aegypti, a limpeza combate o acúmulo e descarte irregular de móveis e outros objetos, contribuindo para eliminar outros insetos e animais causadores de doenças.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques