Censo Covid aponta 11,9% de casos positivos

Quinta etapa de testagem dos assintomáticos detectou 119 pessoas contaminadas pelo novo coronavírus

A Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista realizou no último domingo (13) a quinta etapa do Censo Covid. A testagem em massa de assintomáticos tinha como objetivo identificar pacientes infectados pelo novo coronavírus para auxiliar nas estratégias de enfrentamento à pandemia. Dos 1 mil testes realizados em cinco unidades de saúde da cidade, foram diagnosticados 119 casos positivos, o que corresponde a taxa de infecção de 11,9%.

Entre os 119 casos positivos, 75 estavam em fase de transmissão do vírus, sendo 34 em estágio agudo e 41 em transição para o estágio de atenuação. Outras 44 pessoas infectadas não ofereciam mais risco de transmissão. As pessoas que testaram positivo foram orientadas a retornar às unidades de saúde para receber orientações em relação ao tratamento da doença e ao isolamento social. Ao todo, 65 atendimentos médicos foram realizados no mesmo dia.

Ricardo Conti Barbeiro, secretário de Saúde, afirma que o aumento tem ligação direta com o aumento das aglomerações e contatos sociais. “Nós tivemos um aumento na positividade de 8% para quase 12% em relação ao último Censo Covid. Isso é um reflexo do aumento da movimentação das pessoas, o que, consequentemente, aumenta o número de casos positivos e a transmissão”, avalia o secretário, que alerta que os casos podem seguir aumentando se as movimentações persistirem.

Diante do cenário, Barbeiro pede que as pessoas não ignorem as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias, sobretudo no período de festas de final de ano. Ele lembra que é necessário manter distanciamento pessoal, mesmo em pequenos grupos familiares, além da utilização de máscaras, higienização das mãos e dos ambientes com álcool em gel. Também ressalta que a cidade está tomando todas as medidas necessárias para reduzir a transmissão e tratar os casos positivos da doença.

“Estamos seguindo o Plano São Paulo e a secretaria de saúde mantém vigilância ativa no município. Estamos monitorando os dados e vamos manter os serviços que foram criados em relação à Covid-19. Optamos por manter as testagens, os protocolos, a medicação, as unidades de referência e a central telefônica de atendimento à saúde, que faz os atendimentos e tira as dúvidas. Também há a estrutura que foi montada e não foi desmobilizada em nenhum momento.

A Secretaria da Saúde não descarta a possibilidade de um novo Censo Covid. “Depende do que irá acontecer daqui para frente. Existe a questão da vacinação e da liberação da vacina, o que irá impactar diretamente nas próximas ações. Vamos continuar lidando com essa pandemia um dia de cada vez, analisando todos os nossos passos diariamente. Logo poderemos avaliar a viabilização de um novo Censo Covid a ser realizado no município”, finaliza Barbeiro.

ETAPAS ANTERIORES

Nas primeiras quatro etapas do Censo Covid foram diagnosticados 391 casos positivos. Na primeira, entre os dias 29 de maio e 15 de junho, o índice de infecção foi de 3,66%, com 846 testes aplicados e 31 casos positivos (20 ativos). Na segunda fase, no dia 28 de junho, o percentual subiu para 9,18%, com 1.024 testes e 94 casos positivos (58 ativos). No dia 19 de julho, na terceira etapa, a taxa de infecção foi de 18,88%, com 1.001 exames e 189 casos positivos (131 ativos). Na quarta fase, no dia 23 de agosto, com 991 pessoas testadas e 77 infectadas (28 ativos), a taxa de infecção foi de 7,77%.

destaques