Lençóis e Borebi crescem mais que a média nacional

EM FASE DE EXPANSÃO – Segundo dados do IBGE, Lençóis Paulista chegou a 68.990 habitantes neste ano (Foto: Vitor Rodrigues/O ECO)

A estimativa populacional para 2020, publicada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), indica que Lençóis Paulista e Borebi cresceram acima da média nacional no último ano. Os dados, divulgados na quinta-feira (27), também revelam que Macatuba e Areiópolis tiveram crescimento populacional inferior, mas também ganharam moradores.
Lençóis Paulista, que tinha 68.432 habitantes em 2019 chegou a 68.990, com aumento de 0,81%, de acordo com o instituto. Já a população brasileira foi estimada em 211,8 milhões de habitantes, divididos nos 5.570 municípios. O número representa um aumento de 0,77% na comparação com a projeção do ano passado, que foi de 210,1 milhões de pessoas.
Entre as cidades da área de cobertura de O ECO, Borebi foi a que registrou o maior crescimento. A estimativa é de 2.683 habitantes neste ano, o que representa aumento de 1,13% na comparação com 2019, quando o município tinha 2.653 residentes. Apesar do destaque no comparativo, Borebi continua sendo a menor das quatro cidades da microrregião.
Macatuba e Areiópolis ficaram abaixo da média nacional, mas também ganharam novos moradores. De acordo com o IBGE, a estimativa para Macatuba é de 17.214 habitantes em 2020, aumento de 0,29% na comparação com as 17.163 pessoas da estimativa anterior. Já Areiópolis foi a que menos cresceu. De 2019 a 2020, a cidade aumentou 0,26%, passando de 11.129 para 11.158 habitantes.
DADOS GERAIS
Na região, Bauru cresceu 0,65% de um ano para o outro. Para 2020 a projeção é de 379.297 habitantes, 2.479 a mais do que a estimativa de 2019, que foi de 376.818. Já em Botucatu houve aumento de 1.633 habitantes, totalizando 148.130 contra 146.497 do ano passado. 
Entre os estados, São Paulo continua sendo o mais populoso. São 46.289 milhões de pessoas residindo nos 645 municípios, que concentram, segundo o IBGE, 21,9% da população total do país. Em 2019, a população paulista totalizava 45,9 milhões de pessoas. 
A estimativa populacional é utilizada como parâmetro pelo TCU (Tribunal de Contas da União) para calcular o FPE (Fundo de Participação dos Estados) e do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), além de ser referência de indicadores sociais, econômicos e demográficos.
Os dados foram divulgados meses após o Censo Demográfico ser adiado para 2021. A coleta de dados é realizada a cada 10 anos e abrange todo o território nacional. Apesar de 2020 contemplar o Censo, ele foi reprogramado devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 
Segundo o IBGE, o próximo Censo tem data de referência de 31 de julho de 2021 com a coleta programada para acontecer de agosto a outubro. Com a visita dos pesquisadores nos domicílios vai ser possível obter mais informações sobre a população brasileira, como características, nível de estudo e trabalho.

destaques