Há 28 dias na Fase Amarela, região ganha novas flexibilizações

DE VOLTA – Entre os estabelecimentos beneficiados estão os cinemas, que poderão reabrir as portas (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira (7), a Região Administrativa de Bauru completa 28 dias na Fase 3 (Amarela) do Plano São Paulo, que prevê a retomada gradativa das atividades econômicas nos municípios paulistas durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A data significa um marco, já que flexibiliza ainda mais algumas atividades consideradas não essenciais.
Lençóis Paulista já publicou um novo decreto que autoriza eventos, convenções e atividades culturais. De acordo com as regras, as atividades são limitadas a 40% da capacidade prevista no AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), observando os protocolos específicos. É permitida apresentação musical, desde que respeitados o distanciamento mínimo entre os artistas e público, mediante expedição de alvará para essa finalidade. No caso de cinema e teatros, está suspenso o consumo de alimentos e bebidas nas áreas fechadas, garantindo que todos mantenham o uso de suas máscaras.
Quem comemorou a novidade foi a proprietária do Cine Sul Lençóis Paulista, Carla Guezi, que garante: todas as regras serão cumpridas no estabelecimento e as portas estarão abertas ao público a partir de segunda-feira (7). “Vamos funcionar com 40% da capacidade do cinema e as poltronas serão marcadas conforme o distanciamento necessário. Os membros da mesma família poderão ficar juntos, mas a mesma vai manter a distância de outras pessoas. Também será obrigatório o uso de máscara facial, teremos álcool em gel em todos os lugares onde houver público e, depois de cada sessão, vamos higienizar todas poltronas”, conta.
Apesar de o prejuízo ter sido grande, Carla confessa que o medo de não conseguir reabrir o cinema foi ainda maior. “Tivemos que nos adaptar durante este período de paralisação, fazer o nosso melhor dentro das condições do momento. Antes da pandemia, tínhamos funcionado durante apenas dois meses e por isso sentimos que a população merecia continuar tendo a maravilhosa sensação proporcionada pelas telonas. Com muita fé e apoio, as ideias foram aparecendo e Lençóis Paulista foi abraçando a cada uma”, completa.
Questionada sobre o retorno das atividades, Carla confessa que sente certa apreensão. “O coração está a mil, parece que estou começando no primeiro emprego, acordando de um pesadelo. Vamos à luta com a inovação e adaptação exigidas pelo novo formato, segurança e ideias, digamos, cinematográficas. Ainda temos muito para mostrar e levar para a população e é desta forma que seguimos com o nosso trabalho”, finaliza a empresária.

destaques