Fábrica da Sukest pode gerar quase 300 empregos em Agudos

NEGOCIAÇÃO – Representantes da empresa, Prefeitura e Câmara Municipal de Agudos se reuniram para discutir detalhes do acordo (Foto: Divulgação)

A população de Agudos deve ter a confirmação de uma boa notícia nos próximos dias. A cidade pode ganhar, a partir de 2018, uma nova unidade da Sukest, empresa bauruense especializada na fabricação de sucos. Caso se concretize a negociação, a nova unidade deve gerar, a partir do início de sua operação, cerca de 270 novos empregos no município vizinho.
Segundo informações obtidas pela reportagem do Jornal O ECO, a negociação entre a empresa e a Prefeitura Municipal já vem se desenrolando há alguns meses, mas teria começado a ‘ganhar corpo’ nos últimos dias, após uma reunião entre membros da diretoria, Prefeitura e Câmara Municipal.
Por telefone, um representante da empresa confirmou o interesse e as tratativas para viabilizar a instalação de uma nova unidade fabril em Agudos, mas disse não poder dar mais detalhes, já que tudo ainda está em fase de negociação.
A reportagem confirmou que uma área situada às margens da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), que atualmente pertence à empresa Duratex, tem sido sondada pela Sukest para a implantação do projeto e que as negociações para a compra do terreno estariam em fase avançada.
O vice-prefeito agudense, Jaime Caputti (PR), revela que a confirmação oficial pode ser feita já nos próximos dias e que tudo depende da aprovação de um projeto de lei que concede incentivos fiscais à empresa por 20 anos. O projeto deve ser enviado à Câmara Municipal nos próximos dias para a votação, preferencialmente antes do recesso. “Faltam alguns detalhes, mas acredito que dará tudo certo. É uma conquista muito importante para a cidade. O desemprego é um problema que tem afetado bastante não só Agudos como todo o país e se conseguirmos viabilizar a vinda dessa importante empresa iremos gerar muitos empregos”, destaca Caputti.
O presidente da Câmara, Paulo Vinícius Wolber, o Paulinho do Pastel (PMDB), por sua vez, ressalta que, no que depender dos vereadores, não haverá nada que impeça a aprovação do projeto. “A Câmara Municipal está comprometida com o desenvolvimento de Agudos e disposta a fazer o que for preciso para ajudar. A única reivindicação que temos, conforme conversado na reunião que tivemos, foi para que fosse incluído no projeto que pelo menos 70% da mão de obra contratada pela empresa seja de Agudos”, completa Paulinho.
O ECO apurou também que a empresa teria solicitado à Prefeitura a execução do serviço de terraplanagem no terreno onde será construída a fábrica, além da construção de um quilômetro de marginais entre a área e a entrada da cidade. As obras devem ser realizadas com recursos do município ou viabilizados por meio de emendas parlamentares.

destaques

Plantão da Polícia Civil será transferido para Bauru

A partir da próxima terça-feira (1), o plantão da Polícia Civil de 18 cidades da região, entre elas, Lençóis Paulista, será transferido...

Comerciantes fazem balanço positivo da Black Friday

A Black Friday, ou Sexta-feira Negra, segue aquecendo o comércio de Lençóis Paulista. A campanha, que inaugura a temporada de compras natalinas...

Vagas criadas até setembro representam 15% do mercado formal de Lençóis Paulista

As restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) comprometeram drasticamente a economia do país neste ano. Como reflexo, o nível de...

Prefeitura de Lençóis fará nova testagem em massa em dezembro

No mês de agosto, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) começou a dar sinais de estabilização. A falsa ideia de que isso...

Bracell realiza operação de trânsito para transporte de grandes peças

O Projeto Star, obra de expansão da Bracell, em Lençóis Paulista, deve receber nesta sexta-feira (27) peças de equipamentos para a nova...