Defesa Civil alerta para baixas temperaturas a partir desta quarta

Segundo comunicado, termômetros devem marcar perto de 0º na região de Bauru

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil de São Paulo emitiu um alerta de baixas temperaturas na tarde desta terça-feira (27). De acordo com o órgão, entre a madrugada desta quarta-feira (28) e o próximo domingo (1), uma grande massa de ar polar vinda do Sul deve avançar por todo o território paulista, reduzindo os termômetros a números negativos em algumas regiões. Em diversas cidades do interior, a previsão é de geada intensa.

As temperaturas mais baixas, entre 0º e -3º, devem se concentrar nas regiões de Presidente Prudente, Serra da Mantiqueira e Vale do Ribeira. Em Bauru e outras sete regiões (Araçatuba, Araraquara, Franca, Marília, São José do Rio Preto, Sorocaba e Vale do Paraíba), a mínimas devem ficar entre 1º e 2º. Na região Metropolitana, Barretos, Campinas, Registro e Ribeirão Preto, os termômetros devem marcar entre 3º e 5º. Já no litoral, a estimativa é entre 5º e 10º.

No comunicado, a Defesa Civil destaca que, devido à queda acentuada de temperatura, é preciso “atenção especial com as pessoas mais vulneráveis, como idosos, crianças e aquelas em situação de rua”. Em Lençóis Paulista, a Secretaria de Assistência Social informou que mobilizou equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social para mais uma ação da “Operação Inverno Acolhedor”, que tem como objetivo atender moradores em situação de rua.

A partir da noite desta terça-feira (27), equipes do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) estarão nas ruas orientando que as pessoas em situação de rua se dirijam ao Programa Acolhe Mais Mãe da Piedade, que tem toda a estrutura para atender quem necessita de abrigo. Em caso de recusa, serão ofertados cobertores. A pasta informa que o Serviço Especializado de Abordagem Social pode ser acionado pelo telefone (14) 99818-9132.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques