Prado lidera com 46% das intenções de voto

Concorrendo à reeleição, atual prefeito tem 25 pontos percentuais de vantagem sobre Marise, que soma 21%; Dé Mazzini é o terceiro com 1%

Às vésperas das eleições municipais que definem os representantes dos poderes Executivo e Legislativo para os próximos quatro anos, o prefeito Anderson Prado de Lima (DEM), que concorre à reeleição em Lençóis Paulista, tendo o vereador Manoel dos Santos Silva, o Manezinho (PSL), como candidato a vice, lidera a corrida eleitoral com ampla vantagem sobre seus três adversários. É o que indica a pesquisa de intenção de voto Ideal/O ECO, realizada nesta semana.

Na pesquisa, feita entre a segunda-feira (9) e a terça-feira (10), foram ouvidos 950 eleitores com domicílio eleitoral em Lençóis Paulista. Para saber em quem o eleitor local votaria para o cargo máximo do Poder Executivo, 10 entrevistadores apresentaram um disco com os nomes dos quatro candidatos a prefeito, acompanhados de seus respectivos vices. A todos, foi feita a seguinte pergunta: “Se as eleições fossem hoje, qual seria seu voto para prefeito?”.

A linha pontilhada indica a margem de erro, que é de 3,1% para mais ou para menos; a representação de 0% indica que o candidato não obteve votação para atingir, no mínimo, um ponto percentual

Além de Prado e Manezinho, da coligação “Lençóis de todos nós”, disputam as eleições majoritárias em Lençóis Paulista as chapas compostas pelos respectivos candidatos a prefeito e vice: José Antonio Marise (PSDB) e Marcelo Fernando Ranzani (PROS), da coligação “O melhor para Lençóis”; Celso Angelo Mazzini, o Dé Mazzini (PTB), e Cleuza de Fátima Ribeiro Spirandelli (PTB), sem coligação; Expedito José Gonçalves, o Jottha Gonçalves (PT), e Celso Eduardo Jacon (PT), sem coligação.

Entre os quatro candidatos a prefeito, Prado é o que apresenta o maior percentual na pesquisa, contabilizando 46% das intenções de voto. Marise surge na segunda colocação, com apoio de 21% do eleitorado. Dé Mazzini, terceiro mais indicado pelos entrevistados, tem a preferência de 1% dos cidadãos que votam na cidade. Jottha Gonçalves, por sua vez, aparece com 0%, já que não obteve na pesquisa votação suficiente para atingir um ponto percentual.

VOTOS VÁLIDOS

Considerando apenas a projeção de votos válidos (descontando os indecisos, votos brancos e nulos), a pesquisa Ideal/O ECO aponta uma vantagem ainda maior do atual chefe do Poder Executivo. Neste cenário, Prado aparece com 67% das intenções de voto contra 30% de Marise, 2% de Dé Mazzini e 1% de Jottha Gonçalves. Considerando a margem de erro da pesquisa, que é de 3,1%, Prado tem entre 64% e 70%, enquanto que Marise soma entre 27% e 33%. Já Dé Mazzini e Jottha Gonçalves, podem chegar até a 5% e 4%, respectivamente.

DADOS DA PESQUISA

A pesquisa, registrada sob o número SP-05938/2020, foi contratada pela Editora e Jornal Folha Popular, responsável pela publicação de O ECO, e realizada pela Ideal Pesquisa e Desenvolvimento Estratégico. Foram realizadas 950 entrevistas pessoais domiciliares entre a segunda-feira (9) e a terça-feira (10), de acordo com divisão setorial censitária definida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), bem como o perfil do eleitorado local informado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Para assegurar a representatividade da amostragem foram considerados parâmetros percentuais específicos para cada grupo, no que diz respeito à localização geográfica, gênero, faixa etária, nível econômico e grau de instrução dos eleitores entrevistados. Os padrões se baseiam em informações oficiais dos órgãos citados. A margem de erro para o total da amostra é de 3,1% para mais ou para menos, para um coeficiente de confiança de 95%.

POR FAIXA ETÁRIA

Em relação à idade, o candidato Prado leva vantagem em todas as faixas etárias da pesquisa, com os maiores percentuais entre os eleitores de 16 a 17 (67%), de 35 a 44 (56%) e de 25 a 34 anos (48%). Nas mesmas faixas etárias, o candidato Marise soma 0%, 18% e 23%, respectivamente.

Dé Mazzini e Jottha Gonçalves contabilizam os mesmos percentuais, de 0%, 1% e 1%, respectivamente. Ainda entre os eleitores das faixas etárias citadas, 33%, 16% e 19% não souberam responder ou se disseram indecisos. Já 0%, 9% e 8% responderam que votariam em branco ou nulo.

A menor diferença entre os candidatos aparece entre os eleitores de 60 a 69 anos, com 37% das intenções de voto para Prado, 22% para Marise, 1% para Dé Mazzini e 0% para Jottha Gonçalves. Nesta faixa, 32% não souberam responder ou se disseram indecisos. Outros 9% votariam em branco ou nulo.

POR ESCOLARIDADE

Na separação da amostragem por nível de escolaridade, mais uma vez o candidato Prado, surge com ampla vantagem sobre os adversários, com os percentuais mais elevados entre os eleitores com Ensino Superior completo (49%), Ensino Superior incompleto (49%) Ensino Fundamental completo (47%).

Nos mesmos grupos, Marise aparece com 25%, 20% e 20%, respectivamente. Dé Mazzini tem 2%, 0% e 0%. Jottha Gonçalves, 1%, 0% e 0%. 13%, 20% e 22% dos eleitores não souberam responder ou se disseram indecisos. 10%, 11% e 10% votariam em branco ou nulo.

A menor diferença entre os candidatos surge entre os eleitores sem escolarização, com 39% das intenções de voto para Prado, 28% para Marise, 0% para Dé Mazzini e Jottha Gonçalves. 24% não souberam responder ou se disseram indecisos. Outros 9% votariam em branco ou nulo.

POR RENDA FAMILIAR

Dividindo a amostragem pela renda familiar dos eleitores entrevistados, Prado vence com folga em cinco das seis faixas. O percentual mais expressivo aparece entre os eleitores com renda familiar acima de 10 salários mínimos (a partir de R$ 10.451,00). 80% dos participantes manifestaram intenção de votar no atual prefeito, enquanto que 20% se mostraram dispostos a apoiar Marise nas urnas. Os candidatos Dé Mazzini e Jottha Gonçalves ficaram com 0% nesta faixa de renda familiar, assim como os eleitores indecisos e os votos brancos e nulos.

Considerando todos os parâmetros da pesquisa de intenção de voto, a única subdivisão da amostragem que não indica vitória de Prado é a que reúne os eleitores com renda familiar de cinco a 10 salários mínimos (de R$ 5.226,00 a R$ 10.450,00). Nesta faixa, o levantamento mostra empate com o candidato Marise. Ambos somaram 30% dos votos, contra 9% de Dé Mazzini e 0% de Jottha Gonçalves. 22% dos eleitores não souberam responder ou se disseram indecisos. Outros 9% responderam que votariam em branco ou nulo.

POR GÊNERO

De acordo com a pesquisa, tanto entre as eleitoras do sexo feminino, quanto entre os eleitores do sexo masculino, a preferência é pelo atual chefe do Poder Executivo.

Entre as mulheres, 46% responderam que votariam em Prado; 20% escolheriam Marise; 1% optariam por Dé Mazzini e Jottha Gonçalves. 25% não souberam responder ou se disseram indecisos. Outros 8% votariam em branco ou anulariam o voto.

Entre os homens, o resultado é bem parecido, com 46% das intenções de voto para Prado, 21% para Marise, 2% para Dé Mazzini e 0% para Jottha Gonçalves. 21% não souberam responder ou se disseram indecisos. Outros 10% votariam em branco ou nulo.

destaques

Lista com 50 itens básicos de consumo ultrapassa valor do salário mínimo

O consumidor de Lençóis Paulista está pagando cada vez mais caro para abastecer a despensa. Com mais um mês de alta, o...

Com homenagem a escritor Ênio Romani, FILLP começa na terça

Está tudo pronto para a realização da 12ª edição do FILLP (Festival Integrado de Literatura de Lençóis Paulista), que neste ano, por...

Maior peça da caldeira chega à Bracell neste final de semana

Neste final de semana, uma das maiores e principais peças da caldeira do Projeto Star, obra de expansão da Bracell em Lençóis...

Lençóis tem 140 pessoas vivendo com HIV, diz Secretaria de Saúde

A última terça-feira (1) foi marcada pelo Dia Mundial da Luta Contra a Aids. A data foi instituída no Brasil e outros...

Lençóis irá receber equipe policial de Bauru para registro de ocorrências

Conforme noticiado na edição do último sábado (28), desde a terça-feira (1), a Delegacia da Polícia Civil de Lençóis Paulista passou a...