Terceiro suspeito de espancamento de jovem é preso em Jaú

Indivíduo estava foragido; outras duas pessoas estão presas pelo crime

Uma semana depois da prisão dos primeiros suspeitos pelo espancamento do jovem Victor Torres, de 18 anos, a polícia conseguiu localizar o terceiro acusado pelo crime. W.L.P., que estava foragido, foi detido no final da tarde dessa terça-feira (1). A reportagem de O ECO tenta, há dias, obter detalhes sobre o caso, mas os responsáveis pelas investigações mantêm as informações em sigilo.

Na última terça-feira (25), depois que a Justiça decretou a prisão temporária dos três suspeitos, após pedido feito pelo delegado Luiz Cláudio Massa, que está à frente do caso, um homem, R.L.S., e uma mulher, J.S., que não tiveram as idades informadas, foram detidos e encaminhados à Cadeia Pública de Avaí. O que foi divulgado até o momento é que ambos teriam confessado ‘parcialmente’ envolvimento no crime.

W.L.P., de 23 anos, que já tem uma condenação anterior por roubo, era considerado foragido do sistema prisional por não ter retornado de uma ‘saidinha’. Ele teria sido preso na cidade de Jaú, de onde seguiria para Penitenciária Estadual de Bernardino de Campos para aguardar ser convocado a depor em Lençóis Paulista. As circunstâncias em que ocorreram a prisão não foram informadas pela Polícia Civil.

Victor Torres desapareceu por volta de 00h40 do dia 24 e foi encontrado gravemente ferido às 19h do mesmo dia, em um terreno baldio próximo à linha férrea. Após receber atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), foi transferido para a Santa Casa de Jaú e, posteriormente, a família preferiu interna-lo em um hospital de Bauru, onde ele segue em estado grave em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Analisando imagens de câmeras de segurança das imediações do local onde o jovem foi encontrado, que o mostram chegando acompanhado de dois homens e uma mulher, a Polícia Civil conseguiu identificar os suspeitos. Até o momento, a polícia acredita que o crime tenha sido uma tentativa de latrocínio, visto que o chip do celular do jovem foi encontrado com um dos suspeitos da agressão.

A agressão sofrida pelo jovem desfigurou seu rosto ao ponto de deixá-lo completamente irreconhecível, além de ter causado um traumatismo cranioencefálico e hemorragia cerebral. Em lives que tem sido realizadas quase que diariamente em sua página no Facebook, a mãe, Chrislany Cruzeiro, tem atualizado as informações sobre o estado de saúde de seu filho.

De acordo com a mãe, na última semana Torres apresentou um sangramento no pulmão, que acabou sendo contido pela equipe médica. O jovem agora apresenta problemas nos rins, pressão alterada e, no último domingo (27), teve uma parada cardíaca. Como o estado do filho é considerado gravíssimo, com sérios riscos de morte, ela pede para que a população reze e ore por sua vida.

destaques