Terceiro acusado de espancar jovem é preso

Victor Torres, que teve um traumatismo craniano, começou a apresentar melhoras

O terceiro suspeito de envolvimento no espancamento do jovem Victor Torres, de apenas 18 anos, foi preso na tarde da terça-feira (1). W.L.P., que estava foragido, foi detido pela polícia na cidade de Jaú. De acordo com o investigador José Augusto Oller, da Polícia Civil, os detalhes sobre o caso continuam sendo mantidos em sigilo para preservar a família da vítima.

Torres desapareceu por volta de 00h40 do dia 24 e foi encontrado gravemente ferido às 19h do mesmo dia, em um terreno baldio. A agressão sofrida pelo jovem desfigurou seu rosto e causou um traumatismo cranioencefálico e hemorragia cerebral. Ele segue internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital de Bauru.

De acordo com a mãe, Chrislany Cruzeiro, Victor Torres apresentou um sangramento no pulmão na última semana, que foi contido pela equipe médica. O jovem também teve problemas nos rins, pressão arterial alterada e, no último domingo (27), sofreu uma parada cardíaca. Apesar do seu estado grave, ele teve uma pequena melhora na quarta-feira (2).

O jovem não está fora de perigo, mas seus rins melhoraram e ele começou a reagir a estímulos externos, chegando a abrir os olhos durante a visita de sua mãe. “É uma pequena melhora, mas muito significativa para nós, porque antes ele estava apenas piorando. A caminhada é longa e ele ainda corre riscos, mas está começando a reagir”, explica a mãe, que tem se mostrado esperançosa.

Ainda segundo Chrislany Cruzeiro, pelo fato de ter ficado exposto ao frio durante horas no tempo em que ficou desaparecido, o jovem também apresenta um quadro de pneumonia, infecção no pulmão e febre, mas os médicos acreditam que ele deve começar a reagir melhor aos tratamentos. Ela segue pedindo orações pela recuperação do filho.

destaques