Polícia Militar registra tentativa de feminicídio em Lençóis Paulista

Autor do crime foi preso em flagrante por ameaça, violência doméstica, disparo de arma de fogo e agressão

Um homem de 33 anos foi preso em flagrante no início da tarde dessa quarta-feira (23) acusado de violência doméstica, ameaça, agressão e por disparar com uma arma de fogo na direção de sua ex-companheira. O caso poderia ter entrado para as estatísticas de feminicídios registrados todos os dias no país, mas o crime foi evitado pelo trabalho rápido dos policiais militares de Lençóis Paulista, que conseguiram chegar a tempo de evitar uma tragédia.

Segundo informações obtidas pela reportagem de O ECO junto ao comandante da 5ª Cia da Polícia Militar, Capitão Marcelo Paes, que esteve presente na ação policial, o caso aconteceu no início da tarde dessa quarta-feira, quando uma mulher, vítima de violência doméstica, estava no interior de um estabelecimento comercial na Avenida Padre Salústio Rodrigues Machado, no Centro, conseguiu acionar a PM e denunciar a ameaça.

“A gente sabe quantas mulheres sofrem nas mãos de seus esposos, companheiros que são violentos e têm comportamentos agressivos. Hoje, eu posso afirmar com certeza, como eu participei diretamente dessa ocorrência, que um feminicídio foi evitado, pois esse sujeito que foi preso pela nossa equipe estava totalmente transtornado e desequilibrado, a ponto de cometer uma tragédia. Então, a atuação rápida foi fundamental para evitar o assassinato dessa mulher, que iria virar estatística”, declarou o Capitão Marcelo Paes.

Segundo o relato da vítima, que terá sua identidade preservada, seu ex-companheiro, C.A.P., de 33 anos, a abordou na cidade de Bauru e a obrigou a entrar no veículo e vir até Lençóis Paulista, onde seus familiares residem. Durante o trajeto, o homem fez diversas ameaças e, ao chegarem na cidade, ele a levou até um canavial e fez três disparos com uma pistola.

Temendo pela vida, a vítima alegou estar grávida e o homem a levou até uma farmácia, localizada na Avenida Padre Salústio Rodrigues Machado, para fazer o exame. Nesse momento, ela pediu ajuda aos funcionários do local, porém, foi negado. Passado um tempo, conseguiu convencer um funcionário a acionar o 190, já que seu ex-companheiro a aguardava do lado de fora.

Policiais militares realizaram um cerco no local e encontraram o autor do crime, que havia deixado a arma de fogo em uma mata no Jardim Village. A equipe foi até o local e, após buscas, encontrou a pistola calibre 380 com cinco cartuchos intactos e três deflagrados. O homem foi preso em flagrante por violência doméstica, ameaça, disparo de arma de fogo e agressão e foi encaminhado à uma penitenciária da região. A pistola ficou apreendida e passaria por perícia.

“Este resultado é muito importante para toda sociedade, a Polícia Militar está inserida no processo, além da prevenção, por conta de ações de atendimento de ocorrências sociais, especial em defesa das mulheres e outros vulneráveis. Reforço nosso compromisso por meio do uso das ferramentas inteligentes de prevenção criminal, pois evitar que um crime aconteça é a nossa missão”, reforçou o comandante interino do 4° Batalhão de Polícia Militar do Interior, Major Fábio Domingues Pereira.

destaques