Polícia investiga furto e fraude em pagamento de boletos

A Polícia Civil investiga um furto mediante fraude a consumidores de Macatuba. Eles pagavam boletos diversos e entre fevereiro de maio foram vítimas dos crimes de estorno ou não pagamento das dívidas como contas de água e luz e até parcelas de veículos. O delegado Marcelo Bertoli Gimenes confirmou em entrevista que instaurou inquérito policial para investigar o caso. A loja, suspeita do golpe, encerrou suas atividades há cerca de 15 dias. Uma das sócias, que ressarciu cerca de 5 mil dos prejuízos, foi quem denunciou o crime à polícia.
De acordo com Gimenes, as pessoas deixavam contas, em confiança, para o pagamento e elas não eram pagas. Em outros casos, as vítimas recebiam a parcela paga, autenticada, mas o dinheiro era imediatamente estornado. "Tivemos acesso aos extratos, e isso vem ocorrendo desde o mês de fevereiro", estima o delegado, ao afirmar que dezenas de pessoas foram vítimas do golpe. O crime só foi descoberto, a partir do momento que as pessoas que pagaram parcelas de veículos foram cobradas pela financeira, conta Gimenes.
Até a última sexta-feira, 3 de junho, 9 pessoas registraram Boletim de Ocorrência (BO), mas dezenas de pessoas foram vítimas, segundo o delegado, prejuízo que chega a cerca de R$ 30 mil. "Instauramos inquérito de  furto qualificado mediante fraude", explicou o delegado, ao revelar que os pagamentos eram feitos em dinheiro.
Ele explicou que o crime não cabe pedido de prisão preventiva ou temporária, já que as suspeitas têm residência fixa e estão atendendo as intimações da polícia. Disse que uma das sócias da loja já prestou depoimento, não negou e nem confirmou os crimes, e passa a ser uma das suspeitas do golpe.
Constituir advogado
Marcelo Bertoli Gimenes orientou que as vítimas procurem a polícia, registrem boletim de ocorrência (BO) e contratem advogado para tentar reaver o prejuízo financeiro (cível), já que a polícia está fazendo a sua parte (criminal).
Na opinião do  delegado, ao final do inquérito policial que será remetido ao Ministério Público e Judiciário, as suspeitas (ou suspeita) do crime podem ser presas, já que as penas de dois a oito anos devem acumular por conta das várias vítimas.

destaques

Caixa paga R$ 2,6 bilhões de auxílio a 4 milhões de beneficiários

A Caixa Econômica Federal realiza hoje o pagamento de R$ 2,6 bilhões do auxílio emergencial para 4 milhões de pessoas nascidas em...

INSS fará reagendamentos automáticos

A reabertura parcial das agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem congestionado a Central de Atendimento via telefone, um dos...

GAPSDownLP completa nove anos

A realidade das pessoas com Síndrome de Down pode ser muito difícil. Além de olharem o mundo de uma forma diferente e...

TST concede reajuste a funcionários e determina fim da greve dos Correios

Após 35 dias em greve, nesta terça-feira (22) funcionários dos Correios devem voltar ao trabalho. Ontem (26), no julgamento do dissídio da...

Caixa paga auxílio residual para beneficiários do Bolsa Família

A Caixa realiza hoje (22) o pagamento de R$ 428,7 milhões da primeira parcela do auxílio emergencial residual para 1,6 milhão de...

LEIA MAIS

Polícia Ambiental localiza procurado em Borebi

Em continuidade a "Operação Jequitibá" em comemoração ao Dia da Árvore e ao Dia do Policial Militar Ambiental, ambos comemorados no dia...

Polícia Civil prende autor de homicídio praticado em Agudos

A Polícia Civil prendeu na última quinta-feira (17), em Itapuí, um homem de 40 anos apontado como autor dos disparos que mataram...

Homem é detido após furtar rádio de veículo

A Polícia Militar de Lençóis Paulista registrou um furto na madrugada dessa quinta-feira (17). Segundo informações, um indivíduo foi abordado por volta...

Criminosos disparam arma de fogo em tentativa de assalto

Um bar localizado na Vila São João, em Lençóis Paulista, foi alvo de uma tentativa de assalto na noite dessa quinta-feira (17)....

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui