PM prende rapaz que quase atropelou eleitores na frente de escola

IMPRUDÊNCIA – motorista do Gol foi abordado em frente ao portão principal da escola

Um rapaz foi preso em flagrante em Areiópolis por volta das 16h deste domingo por colocar em risco a vida de eleitores que estavam na frente da escola Professora Haydee Canevesi Lourenção. A reportagem do ECO estava no local no momento e viu o motorista de um Gol, com placas de Botucatu, passar pela frente da escola em alta velocidade e cantando os pneus. Ele quase atropelou as pessoas que estavam aglomeradas no local. O juiz eleitoral de São Manuel, Dr Henrique Alves Correa Latarola, que comanda as eleições de Areiópolis, também estava no local.
Após andar cerca de 30 metros, o motorista do Gol foi abordado em frente ao portão principal da escola por policiais militares que trabalhavam no local. Um dos PMs sacou a arma e apontou para o rosto do homem que foi preso e seu carro levado para a Delegacia de Polícia. 
A movimentação em frente a escola, que era intensa já que a rua não é interditada para o tráfego de veículos, ficou ainda maior e a PM chegou a ameaçar a usar o gás de pimenta caso os eleitores não saíssem do local.
O incidente aconteceu no momento em que o juiz eleitoral conversava com Adriano Romualdo, candidato a prefeito, pedindo que ele e seus correligionários deixassem a frente da escola para evitar tumulto. O mesmo pedido ele havia feito para o também candidato Toni Cadete. 
Os dois candidatos deixaram o local imediatamente, mas os eleitores apenas mudaram de lugar. Saíram de frente da escola e foram para a esquina de baixo. O candidato Jonathan Pio de Oliveira, conhecido como “Peixeiro Filho” ou “Japão da Ambulância”, não estava no local.

destaques