PM persegue motorista bêbado de Lençóis Paulista até Areiópolis

Homem chegou a destruir duas cancelas do pedágio antes de ser detido pela PM

Um motorista bêbado colocou em risco a vida de diversas pessoas na área urbana de Lençóis Paulista e também na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), onde cometeu diversas infrações de trânsito no último domingo (20), enquanto tentava fugir da polícia. Ele foi pego pela equipe por volta das 19h30, próximo ao quilômetro 292, no trevo que dá acesso ao distrito de Alfredo Guedes.

Durante patrulhamento pela Avenida dos Estudantes, buscando conter aglomerações, a Polícia Militar avistou um veículo, modelo Toyota Etios, seguindo na contramão, em alta velocidade e com o pisca alerta ligado. O motorista ignorou os sinais sonoros e luminosos da equipe e iniciou uma fuga. O infrator chegou a avançar na direção de um dos policiais do patrulhamento com motocicleta, tentando derrubá-lo.

A perseguição foi longa e colocou em risco a vida de outros condutores e pedestres. L.H.G., de 22 anos, que foi identificado posteriormente pela equipe, seguiu em alta velocidade pela Avenida Padre Salústio Rodrigues Machado, onde subiu com o veículo em um canteiro. Depois, conduziu pelas ruas Marechal Dutra e Borba Gato, acessando a Rodovia Osni Mateus (SP-261).

Segundo a PM, o infrator acessou a Rodovia Marechal Rondon, no sentido capital, e retornou à cidade pela contramão da Avenida Papa João Paulo II, voltando à rodovia logo em seguida. A equipe chegou a perdê-lo de vista devido à alta velocidade do veículo, mas uma das viaturas conseguiu segui-lo até o pedágio de Areiópolis, onde o carro destruiu duas cancelas: em ambos os sentidos.

A perseguição continuou enquanto o infrator tentava voltar para Lençóis Paulista com os faróis apagados. Na entrada do distrito Alfredo Guedes, o veículo danificou o pneu dianteiro do lado esquerdo após colidir contra um local não informado, e finalmente parou próximo ao quilômetro 292.

L.H.G.S. e um passageiro, F.J.F.L., de 33 anos, saíram do veículo, mas se recusaram a responder às perguntas dos policiais. Durante a revista do veículo nada ilícito foi encontrado, mas o local estava cheio de copos com bebidas alcoólicas. O teste do bafômetro indicou grau alcoólico acima do permitido: 0,47 mg/l.

Com diversas escoriações, L.H.G.S. e F.J.F.L. foram conduzidos à UPA (Unidade de Pronto Atendimento), onde foram atendidos e receberam alta. Um Boletim de Ocorrência foi elaborado pela Polícia Militar e os envolvidos foram liberados. Com diversas autuações, o carro foi conduzido ao Pátio de Recolhimento em Bauru.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques