Lençóis irá receber equipe policial de Bauru para registro de ocorrências

Reunião com delegado Seccional de Bauru que ocorreria na quinta-feira (3) foi desmarcada

Conforme noticiado na edição do último sábado (28), desde a terça-feira (1), a Delegacia da Polícia Civil de Lençóis Paulista passou a funcionar apenas de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. O fim dos plantões, que cumpre determinação do governador João Doria (PSDB), afeta outras 17 cidades da região. Com a medida, os registros de ocorrências graves e flagrantes agora precisam ser feitos em Bauru.

O Plantão Unificado de Atendimento está funcionando na Central de Polícia Judiciária (CPJ), que fica na Avenida Rodrigues Alves, no bairro Alto Higienópolis. O local atenderá ocorrências graves e flagrantes apresentados pelas Polícias Militares (Ambiental, Rodoviária e patrulhamento de área) das 18 cidades de segunda a sexta-feira, das 18h às 8h, e aos finais de semana e feriados.

Conforme reportado na última edição de O ECO, a transferência do atendimento para Bauru encerra o expediente de sobreaviso que havia nas delegacias de Agudos, Arealva, Avaí, Balbinos, Borebi, Cabrália Paulista, Duartina, Iacanga, Lençóis Paulista, Lucianópolis, Macatuba, Paulistânia, Pederneiras, Pirajuí, Piratininga, Presidente Alves, Reginópolis e Ubirajara.

Segundo a Polícia Civil, a região registra, em média, um flagrante a cada dois dias. A portaria que instituiu o Plantão Unificado foi publicada no início de novembro, com objetivo de otimizar recursos existentes e intensificar a atividade fim da instituição, que é a investigação. A notícia, porém, não agradou as autoridades de Lençóis Paulista, que tentam reverter a decisão.

Na última sexta-feira (27), o prefeito Anderson Prado de Lima (DEM) tratou da questão em uma reunião com os delegados seccionais Ricardo Martinez e Luciano Faro, argumentando que, diante da perspectiva de crescimento e do alto número de pessoas residindo temporariamente na cidade em decorrência das obras de expansão da Bracell, a cidade não poderia ter o atendimento comprometido.

De acordo com informações obtidas pela reportagem, no encontro ficou acordado que, sempre que necessário, uma equipe da Polícia Civil de Bauru irá se deslocar até o município para o registro dos flagrantes. A medida busca evitar que o policiamento preventivo e ostensivo feito pela Polícia Militar seja comprometido até que uma solução definitiva seja encontrada para o problema.

Outra reunião para discutir o tema seria realizada nesta quinta-feira (3), na Câmara Municipal de Lençóis Paulista, porém, o delegado seccional, Luciano Faro, que representaria a Delegacia Seccional, acabou desmarcando o encontro por conta de um imprevisto. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, uma nova data será agendada.

Uma das alternativas que vem sendo buscada é viabilização da implantação do chamado “Flagrante Virtual”, ferramenta tecnológica que irá permitir que os registros de ocorrências sejam feitos por meio de teleconferências. Não há informações sobre como seria feito o transporte de presos, caso isso seja necessário. A reportagem de O ECO acompanha os desdobramentos do caso.

destaques