Lençóis deve receber mais de 50 presos na ‘saidinha’ de Natal

Detentos do regime semiaberto têm primeira saída temporária autorizada em 2020

Depois de um ano sem nenhum tipo de regalia, no que se refere às usuais ‘saidinhas’ de presos de seu encarceramento em datas festivas, com retorno pré-determinado ao presídio, neste ano foi concedida a saída temporária de mais de 33 mil detentos em São Paulo. O benefício de Natal, em 2020, é o único do ano, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Em março, o benefício havia sido suspenso por causa da pandemia no país. A saída temporária dos presos em datas especiais está prevista na lei de execução penal, porém, neste ano, com a intensificação dos casos e mortes pelo vírus, foi determinada a suspensão do benefício, temendo que o retorno dos detentos ocasionasse uma série de contaminações nos presídios.

Por decisão dos juízes do Deecrim (Departamento Estadual de Execuções Criminais), a saída foi autorizada. No fim de ano, a saída tem prazo de dez dias, mas segundo a portaria, de forma excepcional, neste ano o período foi ampliado para 15 dias. A saída temporária será a primeira e única para presos do semiaberto do estado de São Paulo neste ano.

Segundo a 5ª Companhia da Polícia Militar, em Lençóis Paulista pouco mais de 50 presos devem retornar às suas casas e por isso o efetivo deve reforçar o trabalho neste final de ano. “Pretendemos continuar com os índices criminais baixos. Esperamos um final de ano tranquilo em Lençóis Paulista. Vamos trabalhar para isso”, ressalta o Capitão Marcelo Paes.

destaques