IML aponta infarto do miocárdio como causa da morte de cabeleireiro

Polícia Civil aguarda resultado de novos exames para seguir com investigação

A Polícia Civil de Lençóis Paulista confirmou na tarde desta terça-feira (10) que laudo do IML (Instituto Médico Legal) constatou a causa da morte do cabeleireiro Sergio Abreu por infarto do miocárdio. Foram coletadas amostras para outros exames com o intuito de investigar a causa do infarto. O corpo do cabeleireiro foi encontrado pelo vigilante de uma empresa por volta das 9h30 do sábado (30), ao lado de um canal de vinhaça na altura do quilômetro 2 da José Benedito Dalben (LEP-040).

Ainda de acordo com o laudo, no momento em que o cabeleireiro chegou ao IML, ele trajava calça cinza, camisa na cor azul e vermelha e meia cinza e tênis, diferente das primeiras informações e imagens que circularam nas redes sociais apontando que a vítima estava nua com as roupas ao lado. Também não foi constatado no laudo do IML sinais de violência física aparentes no corpo da vítima.

RELEMBRE O CASO

O cabeleireiro Sergio de Abreu, de 41 anos, foi encontrado na manhã do sábado, 30 de abril, pelo funcionário de uma empresa, ao lado de um canal de vinhaça. A morte ocorreu entre a noite de sexta-feira (29) e a manhã de sábado. A cerca de dois quilômetros do local, os agentes encontraram um carro abandonado, modelo Ford/Fiesta, que pertencia à vítima. O local foi preservado para a realização da perícia e as informações da ocorrência foram repassadas para a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Bauru.

Na segunda-feira (2), um homem se apresentou às autoridades afirmando que foi ameaçado por outra pessoa para que matasse a vítima. De acordo com o depoimento do indivíduo, D.R.D, de 24 anos, um homem residente em Bauru teria ido até sua casa e o ameaçado, dizendo que ele deveria assumir o assassinato de Sergio e que, se não o fizesse, sua família seria machucada.

Segundo o delegado Marcos Jefferson da Silva, o indivíduo que se apresentou na semana passada tem problemas mentais e não tem envolvimento com o caso do cabeleireiro Sergio Abreu. “Ele disse que estava no dia anterior com a vítima. Posteriormente, falaram que ele matou e, por isso, ele veio se apresentar na Polícia. Isso atrapalha as investigações”, revelou. O delegado ainda disse que indivíduo já se apresentou em outra ocasião como autor de um homicídio, prestando depoimento falso e atrapalhando as investigações da Polícia Civil. As investigações aguardam o resultado dos exames que vão apontar a causa do infarto do miocárdio do cabeleireiro e inquérito será instaurado.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques