Delegacia Eletrônica é alternativa durante pandemia

FACILIDADE – Registro de ocorrências criminais pode ser feito on-line (Foto: Reprodução Internet)

Criada para facilitar o registro de boletins de ocorrência, principalmente durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Delegacia Eletrônica, disponível no site da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Governo do Estado de São Paulo (www.ssp.sp.gov.br) possibilita à população o registro de 13 tipos de ocorrência. 
Podem ser registrados casos de furto e roubo, perda de documentos, celulares e placas de veículos, injúria, difamação, calúnia, desaparecimento e encontro de pessoas, acidente de trânsito sem vítima e denúncias de violência doméstica. O site possui um manual com passo a passo para que vítimas possam denunciar e solicitar medidas protetivas pela internet.
Para quem presenciar ou tomar conhecimento de casos envolvendo animais, também é possível registrar ocorrências através do DEPA (Delegacia Eletrônica de Proteção Animal). No site da SSP, a ocorrência on-line só não pode ser registrada nos casos de estupro, homicídio e latrocínio (roubo seguido de morte). Nesses casos, o cidadão precisa procurar a delegacia mais próxima e registrar a ocorrência pessoalmente.  
O registro da ocorrência pela web depende do preenchimento correto de um formulário disponível no site da Delegacia Eletrônica. Além de informações pessoais da vítima, são pedidos dados como local onde o crime aconteceu e características de um possível autor.
Em alguns casos, como roubos e furtos, um policial da Delegacia Eletrônica analisará o caso e entrará em contato com a vítima por telefone para checar algum dado ou colher mais informações. Ele será responsável por aprovar ou reprovar o Boletim de Ocorrência. É possível acompanhar o andamento do pedido e ainda complementar, caso cheque alguma nova informação sobre o caso.
Uma vez aprovado, o boletim será encaminhado ao Distrito Policial da área onde ocorreu o crime, que o investigará. Nos casos de roubo, a vítima será orientada a comparecer à unidade policial indicada no prazo de cinco dias úteis após a aprovação do boletim. Este serviço está disponível apenas para o registro de fatos ocorridos no Estado de São Paulo.

destaques