Cobras são capturadas em área urbana de Lençóis Paulista

Em dois dos casos, animais foram encontradas dentro de residências

Em menos de uma semana, três cobras foram capturadas por equipes do Corpo de Bombeiros na zona urbana de Lençóis Paulista. Dois animais foram encontrados dentro de residências no Conjunto Habitacional Maestro Júlio Ferrari e no Jardim Cruzeiro. A outra cobra foi vista por um morador às margens da Rodovia Marechal Rondon (SP-300). Elas foram capturadas e soltas em áreas de mata.

O primeiro caso registrado pelo Corpo de Bombeiros aconteceu na última terça-feira (22), na Cecap. Uma jiboia foi capturada às margens da Rodovia Marechal Rondon (SP-300). De acordo com a corporação, a cobra tinha cerca de 1,5 metro e foi vista por um morador que tomava água em uma bica no bairro. A equipe levou cerca de 40 minutos para capturar o animal, que foi solto em uma área de mata fora da cidade.

Na sexta-feira (25), Natal, a corporação foi acionada por volta das 8h, pelo morador de uma casa do Júlio Ferrari. A serpente, de aproximadamente 80 centímetros, estava em uma árvore nos fundos do imóvel. Neste caso, a operação para a retirada do animal foi mais rápida, cerca de 10 minutos, segundo explicou o soldado Yuri Moretto, que fez a captura do réptil. A soltura foi feita em uma área de mata nativa.

Já no domingo (27), o susto foi registrado por moradores do Jardim Cruzeiro. Por volta das 17h, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para capturar uma cobra coral que estava dentro de uma residência na Rua Niterói. A cobra foi recolhida e devolvida ao seu habitat natural.

De acordo com o soldado Yuri Moretto, que atendeu duas das ocorrências, o aparecimento destes animais se dá em períodos mais chuvosos ou quando ocorrem limpezas de terrenos baldios. A orientação é não tocar nos animais quando estes forem encontrados em estabelecimentos ou casas e retirar crianças e animais domésticos de perto para evitar acidentes.

“Nunca se deve matar o animal. O correto é acionar os bombeiros para que recolham o animal e devolvam ao ambiente adequado, evitando perigo às pessoas. Ao perceber a presença de uma cobra, é importante que alguém fique monitorando de longe até que a equipe chegue e faça a captura, pois, em muitos casos, o animal pode se esconder em outro local, dificultando que o profissional a encontre. Se o animal for tocado ele se sentirá ameaçado e pode atacar”, alerta o soldado.

destaques