Chuva e vento forte causam estragos em Agudos e Bauru

TEMPORAL – tombou trailers de lanches, árvores, placas de publicidade e causaram outros problemas em Bauru – Reprodução Facebook

Depois de um mês de estiagem, a chuva chegou à região na tarde de segunda-feira, com ventos fortes, que provocaram estragos em Bauru e Agudos. O vento, que atingiu até 75 quilômetros-horários, tombou trailers de lanches, árvores, placas de publicidade e causaram outros problemas em Bauru. Em Agudos, a ventania destelhou casas e destruiu a fachada de estabelecimentos. Uma caixa d’água de fibra pertencente à Sabesp, que ainda não foi instalada, foi arrastada pela força do vento e atingiu a creche e uma casa do Jardim Europa. A peça também danificou um automóvel que se encontrava na garagem da residência atingida. A companhia estadual de saneamento afirmou, através de nota, que responderá pelos prejuízos causados.
Houve interrupção no abastecimento de eletricidade e uma vela acesa para iluminação provocou o incêndio, ontem pela manhã, numa casa no bairro Pavimentação, onde moravam três idosas e um adolescente, que nada sofreram e foram removidos para a casa de parentes.
Segundo o coordenador da Defesa Civil, Omar Donizete Jandreiche, a mudança do tempo deu muito trabalho à sua equipe que, ao lado do Corpo de Bombeiros, empregou caminhões pipa e máquinas da Prefeitura na operação de atendimento aos sinistros.
Se por um lado causou prejuízos, a chuva também beneficiou Agudos, pois serviu para apagar o incêndio que queimou 17 hactares de pastagens e 35 de canaviais nas proximidades da antiga estrada Agudos-Bauru.
Ali, os bombeiros e a Defesa Civil aplicaram equipamentos próprios e ainda contaram com a colaboração de veículos e máquinas da Prefeitura a, do Expresso de Prata e da Tecnocana. O titular da Defesa Civil diz que, mesmo com todos os prejuízos, que são recuperáveis, a cidade ainda se dá por satisfeita por não ter registrado vítimas pessoais.
FRENTE FRIA
O vento forte foi o causador da maior parte dos problemas na região onde, em algumas partes, chegou a cair granizo. Segundo a meteorologista Rita Cerqueira Lopes, do Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp-Bauru, a chuva e os ventos fortes são reflexos de frente fria vinda do Oceano Atlântico, que fez com que áreas de instabilidade se formassem sobre a região Sul do País. O tempo permaneceu nublado ontem na região e hoje (quarta), o tempo deve ficar seco, mas, amanhã, volta a chover devido a outra frente fria. As temperaturas ficam amenas, com chance de queda mais acentuada a partir de sexta.
Lençóis, Borebi e Macatuba também tiveram chuva, vento forte e queda da temperatura, mas não registraram problemas.

destaques

Plantão da Polícia Civil será transferido para Bauru

A partir da próxima terça-feira (1), o plantão da Polícia Civil de 18 cidades da região, entre elas, Lençóis Paulista, será transferido...

Comerciantes fazem balanço positivo da Black Friday

A Black Friday, ou Sexta-feira Negra, segue aquecendo o comércio de Lençóis Paulista. A campanha, que inaugura a temporada de compras natalinas...

Vagas criadas até setembro representam 15% do mercado formal de Lençóis Paulista

As restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) comprometeram drasticamente a economia do país neste ano. Como reflexo, o nível de...

Prefeitura de Lençóis fará nova testagem em massa em dezembro

No mês de agosto, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) começou a dar sinais de estabilização. A falsa ideia de que isso...

Bracell realiza operação de trânsito para transporte de grandes peças

O Projeto Star, obra de expansão da Bracell, em Lençóis Paulista, deve receber nesta sexta-feira (27) peças de equipamentos para a nova...