Acidentes de trânsito crescem em Lençóis

Capitão Torres atribui aumento ao fim do período de quarentena, que resultou na elevação da circulação de veículos na cidade nos últimos meses

Os motoristas de Lençóis Paulista precisam redobrar sua atenção no trânsito. O número de acidentes vem crescendo em relação ao ano passado, deixando vítimas e preocupando as autoridades, que se viram obrigadas a tomar providências de conscientização e prevenção aos acidentes. A Semana Nacional do Trânsito, comemorada entre os dias 18 e 25 de setembro, foi a data escolhida pela PM para aumentar a fiscalização na cidade.

O capitão Elcio Torres, comandante da 5ª Cia da Polícia Militar, explica que os agentes planejam intensificar operações no município, além de promover ações de conscientização sobre o perigo no trânsito. Ele ressalta que, consequentemente, o número de autuações aumentará, mas afirma que o foco principal da medida é chamar a atenção dos motoristas, não distribuir multas.

O comandante atribui o crescimento dos acidentes ao fim do período de quarentena. Desde março de 2020, a cidade teve que parar suas atividades presenciais constantemente, procurando prevenir o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). As medidas de paralisação causaram mudanças drásticas no dia a dia, como o fechamento do comércio, suspensão de eventos, adoção do home-office em muitas empresas e outras práticas que diminuíram o fluxo de veículos nas ruas.

DIREÇÃO DEFENSIVA – Capitão Torres afirma que maior causa dos acidentes de trânsito é a imprudência humana, e reforça a importância de prestar atenção aos arredores quando se está dirigindo (Foto: Divulgação)

Neste ano, com o encerramento das restrições, a circulação de veículos aumentou e, consequentemente, também o número de acidentes de trânsito. Dados fornecidos pela Polícia Militar mostram que, entre janeiro e março deste ano, período em que as restrições estavam mais severas, os acidentes diminuíram muito em relação ao mesmo período do ano passado, antes da pandemia. Em 2020, foram registrados 73 acidentes com vítimas. Já em 2021, o número caiu para 44; uma diminuição de 39,7%. Também houve uma diminuição de 40% em relação aos acidentes sem vítimas (de 35 para 21).

De abril a junho, período em que as restrições aumentaram em 2020 e começaram a diminuir em 2021, o número de acidentes com vítimas passou a crescer. Foram 31 no ano passado e 52 neste ano, um aumento de 67,7%. Acidentes sem vítimas diminuíram 12% (de 25 para 22). O trimestre de julho a agosto também mostrou um aumento em relação ao ano passado. Acidentes com vítimas cresceram 58,3% (de 24 para 38) e sem vítimas aumentaram 118% (de 11 para 24).

De acordo com o capitão Torres, os acidentes são causados, principalmente, por falha dos motoristas. “Existe uma falta de cautela dos condutores, que não utilizam noções de direção defensiva. Os motoristas não devem prestar atenção apenas em seus veículos, mas também naqueles que estão ao seu redor. É preciso manter distância, observar o que está acontecendo na rua, notar as condições da via. É muito raro registrarmos acidentes causados por falha mecânica. O mais comum é imprudência dos condutores”, esclarece.

O comandante também conta que não há um local na cidade com um índice elevado de acidentes. As ocorrências estão distribuídas pela cidade. Até mesmo bairros com pouca circulação estão registrando problemas no trânsito. “As avenidas mais movimentadas estão bem sinalizadas. Os motoristas precisam prestar mais atenção às sinalizações, dirigir com cautela e lembrar de utilizar a seta nas conversões. É preciso seguir as noções de direção defensiva para termos um trânsito mais seguro”, reforça.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques