Coleta Certa chega a 100% de cobertura em Lençóis

Implantação foi concluída na quarta-feira (26), em Alfredo Guedes; programa teve investimento de mais de R$ 6,5 milhões

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Lençóis Paulista concluiu nesta semana a implantação do programa Coleta Certa. Desde a última quarta-feira (26), toda a área urbana da cidade, incluindo o distrito de Alfredo Guedes, conta com a coleta mecanizada de lixo orgânico e material reciclável por meio de conjuntos de contentores distribuídos pelos bairros.

Lançado em abril de 2019, o Coleta Certa teve início com a distribuição dos contentores pelas ruas do Jardim Humaitá, Jardim Ubirama e Parque Antártica. Após diversas etapas de ampliação, a implantação dos dispositivos foi concluída com a chegada do programa ao Jardim Itamaraty, na semana passada, e ao distrito de Alfredo Guedes, na última quarta-feira (26).

De acordo com Claudemir Rocha Mio, o Tupã, secretário de Agricultura e Meio Ambiente, a cidade agora conta com 1,5 mil conjuntos de contentores, com 100% de cobertura da área urbana. As chácaras também estão nos planos, porém, por conta de algumas particularidades, para que o programa avance para esses locais, é preciso estudar a estratégia mais adequada.

“Temos barreiras que precisam ser superadas para levar o programa às chácaras. Estamos falando de ruas de terra, o que dificulta o manuseio dos contentores. Além disso, dentro da área urbana, cada conjunto atende a cerca de 20 casas, o que não é possível nesses locais, visto que as dimensões dos lotes são bem maiores. Precisamos encontrar a melhor forma”, explica.

Para a implantação do programa, a Prefeitura Municipal investiu mais de R$ 6,5 milhões nos últimos dois anos. Além dos 3 mil contentores para o armazenamento de lixo orgânico (azul) e material reciclável (verde), foram instalados os sistemas para coleta em oito caminhões. Também foram adquiridos três caminhões, um deles para a higienização dos dispositivos.

“O caminhão foi levado para Goiânia, onde fica a sede da empresa que fabrica o equipamento. Os responsáveis pelo serviço solicitaram uma prorrogação de prazo e se comprometeram a fazer a entrega até o dia 5 de junho (próximo sábado). A expectativa é de que, em breve, também façamos a aquisição de outro veículo para a higienização”, revela o secretário.

RECICLAGEM

Segundo Tupã, os benefícios do Coleta Certa estão cada vez mais evidentes. Além oferecer condições mais dignas de trabalho aos coletores, que não têm mais contato direto com o lixo, e proporcionar mais comodidade à população, que pode descartar os resíduos domésticos a qualquer dia da semana, o programa tem resultado em um grande ganho ambiental.

“Antes do Coleta Certa, coletávamos, em média, 70 toneladas de materiais recicláveis por mês. Atualmente, o volume está perto de 200 toneladas mensais. Se a população colaborar mais, podemos superar a casa de 300 toneladas. Para isso, precisamos focar na separação, pois a principal função do projeto é justamente essa, proteger o meio ambiente”, ressalta.

Outro ponto destacado é a geração de renda. “Aumentando a separação de recicláveis, reduzimos o que mandamos para o aterro, que nos atenderá por mais tempo. Também temos uma cooperativa – Cooprelp (Cooperativa de Reciclagem de Lençóis Paulista) – com 55 pessoas que dependem disso. O que para muitos é lixo, para essas famílias é uma fonte de renda importante”, diz.

VANDALISMO

A semana da conclusão da implantação do Coleta Certa foi marcada por mais um episódio de vandalismo. Segundo Tupã, na madrugada da quinta-feira (27), um contentor localizado Rua Vinte e Oito de abril, próximo ao Parque do Paradão, foi incendiado. A pasta já teve acesso às imagens de câmeras de segurança e a polícia trabalha para identificar o responsável.

“Cada container custa quase R$ 2 mil e, quando se depreda, quem arca com o prejuízo é o cidadão que paga seus impostos. Hoje, existem câmeras de monitoramento na cidade, nas casas, e temos facilidade de chegar a esses vândalos. Já consultamos as imagens do último incendiário e ele será identificado e responsabilizado pelo crime”, pontua o secretário.

destaques