Lençóis tem mais um mês de baixa na geração de emprego

Segundo o Caged, cidade fechou 447 vagas apenas em setembro

Lençóis Paulista fechou setembro com mais uma baixa significativa na geração de emprego no mercado formal (com Carteira de Trabalho registrada). De acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nessa terça-feira (26) pelo Ministério da Economia, o município acumulou saldo negativo de 447 vagas no mês passado, com 1.231 contratações e 1.678 demissões.

A exemplo dos últimos meses, o pior desempenho de setembro foi observado nas empresas que atuam na construção civil, que perdeu 599 ocupações (162 contratações e 761 demissões). A agropecuária também encerrou o período em baixa, com saldo negativo de 22 postos de trabalho (14 contratações e 36 demissões).

O resultado só não foi pior por conta do superávit registrado nas demais áreas. O destaque foi o setor de serviços, que criou 110 vagas (334 contratações e 224 demissões). Em seguida, apareceram o comercio e a indústria, com 41 (231 contratações e 190 demissões) e 23 postos abertos (490 contratações e 467 demissões).

Considerando os ajustes feitos a partir de registros atualizados pelas empresas após o fechamento dos balanços mensais divulgados anteriormente, setembro foi o quarto mês consecutivo de déficit de geração de emprego. Apesar disso, o saldo acumulado no ano segue positivo, agora com 980 vagas abertas.

Todos os detalhes sobre a atualização dos dados, inclusive das demais cidades da microrregião de cobertura de O ECO (Macatuba, Areiópolis e Borebi) podem ser conferidos na edição deste sábado (30). Adquira o seu exemplar impresso nas bancas, assine para receber em casa ou para ter acesso a conteúdo exclusivo no site.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques