Frigol anuncia mudança em sua presidência

Eduardo Miron assume cargo com foco na aceleração do crescimento da empresa

O ano termina com mudanças significativas na estrutura organizacional do Grupo Frigol. A empresa lençoense, quarta maior produtora de carne bovina do Brasil, informou na manhã dessa terça-feira (21), por meio de comunicado encaminhado pela assessoria de imprensa, a chegada do experiente executivo Eduardo Miron. Ele assume a presidência da companhia no lugar de Marcos Câmara, que estava no cargo desde janeiro de 2020, quando foi contratado para substituir Luciano Pascon.

Na nota, Djalma Oliveira, presidente do Conselho de Administração da Frigol, agradece a Marcos Câmara pela contribuição para os resultados alcançados nos últimos dois anos, destacando que em sua passagem houve “um progresso muito significativo na profissionalização e transparência da gestão”, com a empresa “chegando a R$ 3 bilhões em faturamento e avançando na sustentabilidade e nos negócios internacionais”, além de se manter “financeiramente saudável e com baixa alavancagem”.

A mudança faz parte de uma série de iniciativas de aprimoramento que a Frigol vem implementando em sua estrutura operacional e administrativa, fortalecendo investimentos com foco em sustentabilidade ambiental, social e governança. Em novembro, a empresa também anunciou a contratação de Pedro Bordon, com passagens por companhias como Minerva Foods, Swift e JBS, para o cargo de diretor comercial. Na avaliação de Djalma Oliveira “É hora de começar um novo ciclo de crescimento”.

Eduardo Miron tem vasta experiência no mercado. Entre 1988 e 2010, ocupou diversos postos de liderança na norte-americana Cargill, atuando entre Brasil e Estados Unidos. De 2010 a 2020, esteve ligado à Marfrig Global Foods, uma das principais concorrentes da Frigol, na qual foi vice-presidente de finanças e relações com investidores, executivo da marca Keystone Foods e CEO global, cargo que desempenhou por dois anos, entre 2018 e 2020, antes de se desligar da empresa.

Graduado em Ciências Contábeis, pós-graduado em Finanças Internacionais com MBA pela Business School São Paulo/Universidade de Toronto, Miron já atuava como conselheiro independente da Frigol desde novembro de 2020, o que deve naturalizar o processo de transição, visto que ele vinha liderando comitês focados no desenvolvimento financeiro, gestão de riscos e estratégia, que têm papéis importantes no processo de aceleração de crescimento que a empresa vislumbra há alguns anos.

Além de colocar a companhia no caminho da expansão, um dos maiores desafios será investir em novos mercados com o objetivo de reduzir impactos como o causado pelo recente embargo da China à carne bovina brasileira, visto que as exportações respondem por metade da receita da empresa. “Assumo com foco na implantação do plano de negócios que visa geração contínua de valor por meio da diversificação de mercados, canais, geografias e parcerias”, comenta o novo presidente da Frigol.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques