Final de ano eleva expectativa no comércio

A menos de uma semana do Natal, lojas registram aumento no fluxo de clientes e esperam boas vendas

A maioria das pessoas ama um motivo para festejar e comprar presentes. Por isso, final de ano é sempre época de grandes expectativas para o comércio, que tem o Natal como a principal data do ano. Em Lençóis Paulista não é diferente, dezembro é o período mais lucrativo para o setor, que vê as vendas de produtos em todos os segmentos aumentarem consideravelmente em relação aos meses anteriores.

Rosana Santos, gerente da loja de roupas Hot Wear, conta que o movimento no local continua tranquilo, mas a loja espera outra realidade para os próximos dias, visto que muitas pessoas acabam deixando para fazer as compras de Natal na última hora. “O comércio está funcionando à noite, o que está ajudando a aumentar o fluxo de pessoas na loja. Muitos clientes preferem esse horário, pois o tempo está mais fresco”, comenta.

A proprietária da loja de calçados Clube Melissa, Suzana Campanari Cardoso Franco, também viu o movimento aumentar durante a noite. Ela afirma que muitas pessoas acabam saindo para passear depois do trabalho, aproveitando para visitar as lojas e comprar os presentes de final de ano. De acordo com a comerciante, as vendas estão indo bem, melhor do que no ano passado, quando as restrições impostas pela pandemia estavam mais rígidas.

“Até o dia 13 o movimento foi muito bom, acima da nossa meta. Depois, com a chuva desta semana, enfraqueceu um pouco, porque as pessoas não querem sair de casa nesse tempo. Mas a nossa expectativa é muito boa, já que sempre tem aqueles compradores que deixam para os últimos dias”, aponta.

A Baiuca também tem sido muito procurada pelos consumidores lençoenses. A proprietária da empresa, Sara Palma Andreoli, conta que o departamento de embalagens e artesanato está tendo uma venda expressiva. “Sempre temos clientes em busca desses produtos, sejam as caixas, cestas, sacos, laços e também a parte de decoração. Desde que colocamos os artigos natalinos à venda, no final de outubro, temos uma venda constante. São produtos que trazem os clientes para a Baiuca”, diz.

Em relação ao setor de brinquedos, que cresceu muito na loja durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), Sara conta que o número de consumidores ainda deve aumentar. “As vendas estão acontecendo no segmento dos brinquedos, mas, todos os anos, os consumidores procuram mais pelos brinquedos na última semana antes do Natal”, explica.

Entre os consumidores, é possível perceber que muitos têm mantido o hábito de todo bom brasileiro, esperando até a última hora em busca de descontos; outros estão comprando aos poucos, aproveitando as promoções que vão surgindo; mas também existem aqueles que já correram para as lojas, aproveitando o tempo livre para riscar as compras da lista o quanto antes. A reportagem de O ECO ouviu alguns deles. Confira no Fala Povo!

Lençóis e Macatuba sorteiam prêmios de Natal

Para ajudar a atrair os consumidores e fomentar o comércio, as associações comerciais da microrregião de cobertura de O ECO vão sortear diversos prêmios neste final de ano. Para participar, é preciso comprar nas lojas associadas de cada cidade, baixar o respectivo aplicativo e se cadastrar. Cada R$ 50 em compras vale um cupom, que deve ser validado pelo celular.

No caso da Acilpa (Associação Comercial e Industrial de Lençóis Paulista) a campanha deste ano foi batizada de “Natal dos Sonhos”. A ação vai distribuir um total de R$ 50 mil em vales-compras, que podem ser gastos nas lojas participantes. Serão entregues 400 vales-compras no valor de R$ 100 e outros 20 vales-compras no valor de R$ 500 por meio de raspadinhas digitais.

Em Macatuba a campanha “Sonhos de Natal”, promovida pela ACE (Associação Comercial e Empresarial), vai contemplar seis pessoas com vales-compras de R$ 500 e outros seis com vales-compras de R$ 1 mil. Além disso, um super sortudo vai levar para a casa uma moto zero quilômetro, avaliada em R$ 11 mil. O sorteio do veículo acontece no dia 22 de janeiro.

Como você está se organizando para as compras de final de ano?

“Estou deixando para a última hora para ver se os preços melhoram, se dão uma abaixada, porque não está nada fácil neste ano”,
Alessandro Vieira dos Santos, 39 anos, pedreiro

“Minha família está fazendo as compras aos poucos. Quando vemos uma promoção, aproveitamos para comprar e guardamos”,
Alexandre de Jesus Pereira, 37 anos, embalador

“Acabei de fazer as compras de final de ano, não gosto de deixar para a última hora. Hoje estou de folga, então aproveitei”,
Erivania Silva Sousa, 42 anos, cozinheira


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques