FLIP promove ciclo de debates virtuais sobre Elizabeth Bishop

FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty acontece virtualmente neste ano; na foto, a homenageada da edição (Foto: Divulgação)

Programada para acontecer em novembro, a FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) iniciou nesta segunda-feira (10) um ciclo de discussão sobre a autora homenageada da próxima edição, a americana Elizabeth Bishop – a primeira estrangeira a ocupar o posto de protagonista da feira literária, que tem curadoria de Fernanda Diamant.
Feito em parceria com o SESC (Serviço Social do Comércio), o tradicional ciclo acontece virtualmente este ano, por causa da pandemia, e reúne escritores, críticos, tradutores e artistas para destrinchar a obra da poeta em nove encontros, sempre às 18h30.
Nesta terça-feira (11) conversam a escritora Marilene Felinto, colunista da Folha que fez uma série de reportagens sobre Bishop nos anos 1990, e Alice Sant'Anna, que edita a obra da poeta na Companhia das Letras.
Os encontros continuam na quinta (13), com as tradutoras Stephanie Borges e Flora Thomson-DeVeaux, e seguem todos os dias da semana até a próxima sexta-feira (21).
A programação traz ainda o artista plástico José Alberto Nemer, o cronista Humberto Werneck, a pesquisadora Regina Przybycien, a dramaturga Marta Góes e a atriz Regina Braga. No encerramento, a poeta Angélica Freitas e a cantora Juliana Perdigão apresentam obras inspiradas na vida e no trabalho de Elizabeth Bishop.
Toda a programação é gratuita, com vagas limitadas, mediante inscrição até dois dias antes da realização de cada mesa, no site do Centro de Pesquisa e Formação do SESC.

destaques