Alic divulga relatório das atividades de 2020

Mesmo com a pandemia, Teatro Municipal realizou diversos espetáculos de forma remota, atingindo milhares de expectadores

Se reinventando neste período de pandemia, a Alic (Associação Lençoense de Incentivo à Cultura) divulgou nesta semana à reportagem de O ECO um relatório com o balanço das atividades promovidas durante o ano de 2020 no Teatro Municipal Adélia Lorenzetti, em Lençóis Paulista. Cumprindo o papel de levar à comunidade espetáculos de qualidade artística e de pluralidades de estética, as atrações alcançaram milhares de pessoas através das redes sociais.

Nos primeiros meses do ano foram realizados espetáculos com a presença do público, através do plano anual de manutenção e programação, realizado pela Alic, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo, com o patrocínio das empresas Bracell, Lwart Soluções Ambientais e Frigol e apoio da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Cultura. Ao todo foram realizados quatro eventos no Teatro Municipal Adélia Lorenzetti.

No dia 15 de fevereiro, o local recebeu a peça “Precisamos falar de amor sem dizer eu te amo”, com os atores Bruno Lopes e Priscila Fantin; no dia 16 de fevereiro foi a vez do musical “O Sítio do Pica Pau Amarelo”; no dia 8 de março a intensidade da escritora Clarice Lispector foi o tema da peça “Minhas Queridas”, com as premiadas atrizes Simone Evaristo e Marilene Grama; no dia 14 de março foi a vez da peça “A Travessia de João e Maria”, com a Cia Arnaldo Arthur. Mais de 2 mil pessoas estiveram presentes na programação.

“Com a suspensão das atividades presenciais por conta da pandemia, e até entender como seriam os trabalhos a partir de então, a Alic realizou a pintura do piso de toda plateia, das paredes do palco e reforma dos camarins. Realizou manutenção nas cortinas de entrada e saída, instalação de rodapé de madeira nos acessos da plateia para o palco. A Alic realizou conserto da caixa d’água. O sistema de ar condicionado teve o serviço de reposição de gás completo. O paisagismo, tanto interno quanto do entorno do teatro, continuou recebendo manutenção e melhorias, inclusive com instalação de sistema de irrigação”, relata João Carlos Lorenzetti, presidente da Alic, em nota sobre as atividades em 2020.

Sem a perspectiva de retorno dos artistas e público para o Teatro Municipal, buscar uma programação digital foi o caminho. Com patrocínio da Bracell, foi criado o projeto Circuito Digital de Artes, que movimentou o público através das transmissões nas redes sociais com a seleção de renomados artistas, de centros como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, da região e talentos da cidade.

Foram 26 lives com mais de 355 mil pessoas alcançadas. Artistas renomados do teatro, da música e da literatura estiveram presentes, mesmo que de suas casas, como Eva Wilma, Luíza Tomé, Oswaldo Montenegro, Claudio Lins, Myrian Rios, Thalita Rebouças, Ed Motta, Gil Teles e Ana Gabriela. Os ilusionistas Dimmy e Caio Ferreira trouxeram mágicas. Cantores da casa, como Guto Hueb, Gabriela Moretto, mais 11 bandas, abrilhantaram o palco com seus talentos e convidados especiais, que somaram mais de 300 artistas e técnicos, que em conjunto, realizaram uma programação de espetáculos que ainda pode ser acessada pelo acervo digital.

“O Teatro, em suas redes sociais, trabalha com conteúdos interativos, nos quais o público comenta sobre as apresentações mais marcantes, o que querem ver novamente e marcam seus amigos para assistir juntos. Conteúdo informativo com curiosidades sobre o teatro e como ter a melhor experiência em uma peça. Conteúdo de datas comemorativas como o dia do teatro, dia da música, dia do ator, estimulando o conhecimento, o envolvimento de cada um na valorização da arte e cultura de forma responsável com a criticidade, o meio ambiente e a cidadania”, reforça Nilceu Bernardo, responsável pela programação artística do Teatro Municipal Adélia Lorenzetti.

destaques