Legislativo encerra trabalhos

FINALMENTES

A Câmara Municipal de Lençóis Paulista realizou na noite da última segunda-feira (14) a última sessão ordinária da atual legislatura. O encontro, que marcou o encerramento das atividades deliberativas do quadriênio 2017/2020, foi o último compromisso oficial para alguns parlamentares que não devem retornar à Casa de Leis no próximo ano. Cinco ao todo.

TÃO FORA

Entre os que permanecem no cargo apenas até o dia 31 de dezembro e já começaram a esvaziar suas salas no imponente e conturbado Palácio de Vidro, sede administrativa do Poder Legislativo, estão Diusaleia Furlan, a Professora Diusa (DEM), Paulo Henrique Victaliano, o Paulinho (PSDB), e João Miguel Diegoli (PSL), que não conseguiram se reeleger para o próximo mandato.

TÃO DENTRO

Também encerram seus ciclos na vereança os parlamentares André Paccola Sasso, o Cagarete (DEM), que assumirá, como adiantamos em primeira mão nesta edição, a direção do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgotos), e Manoel dos Santos Silva, o Manezinho (PSL), eleito como vice na chapa que garantiu a reeleição ao prefeito Anderson Prado de Lima (DEM).

RETORNO

Para Cagarete, o novo cargo representará um retorno ao governo, já que também chefiou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico entre janeiro de 2017 e maio deste ano, deixando o posto apenas por conta de uma reestruturação promovida por Prado de Lima para amenizar a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavirus (Covid-19).

NOVIDADE

Para Manezinho, no entanto, 2021 deve ser de muitas transformações. Após 20 anos de Legislativo, exercendo cinco mandatos consecutivos, ele dá um passo importante na vida pública. Além de exercer o posto de vice-prefeito, responderá pela Secretaria de Convênios e Captações de Recursos, como também anunciamos com exclusividade na edição deste sábado (19).

EM CASA

Apelidado ao longo das duas últimas décadas como “Campeão de Verbas” por focar boa parte de seu trabalho na viabilização de recursos para a cidade, Manezinho mudará de ares, mas atuará em um ambiente ao qual está muito familiarizado. Como secretário, deve fazer praticamente o que fez em toda sua trajetória como vereador. A diferença é que agora com o suporte da máquina.

O PRÓXIMO?

Caso consiga desempenhar um bom trabalho em sua futura pasta – é isso que se espera -, Manezinho deve despontar com bastante força para a sucessão de Prado. Já será o candidato natural ao cargo, por ser o número dois do Executivo, mas terá que fortalecer seu nome no campo administrativo, já que carregará por muito tempo a imagem de ‘homem do legislativo.

EM ALTA

Outro que deve ter certo destaque na administração que também pode surgir no futuro como um candidato a sucessão é o próprio Cagarete. À frente do SAAE, ele deve ser o responsável por conduzir, entre outras coisas, o andamento do projeto de construção de uma nova estação de tratamento de água, que deve garantir que a demanda da cidade seja atendida pelas próximas décadas.

RECAPITULANDO

Falando dos que permanecem no Legislativo, a informação é que ainda seguem intensas as conversas para a definição do próximo presidente da Mesa Diretora. Alguns dos que acompanham as movimentações apostam na permanência de Nardeli da Silva (DEM) no posto, porém, como já revelado na semana passada, Francisco de Assis Naves, o Chico (MDB), e Jucimário Cerqueira dos Santos, o Bibaia (PODE), estão no páreo.

FORÇA DOS NOVOS

A tendência na disputa pelo cargo é que haja uma participação decisiva dos novos eleitos, que assumem no dia 1 de janeiro – a diplomação seria realizada ontem (18). Rômulo Paulon Pegolo (PP), Irani Gorgonio (PSDB), Andreia Zaratini Martinelli (PSL), Renato da Silva Góis, o Papa Góis (DEM) e Valdivino Miguel Barbosa (PSC), eleitos respectivamente com 668, 551, 447, 439 e 408 votos.

SUSTO

Falando em novos, Andreia Zaratini passou por maus bocados em relação á saúde nos últimos dias. A informação obtida pela reportagem é que ela teria sofrido um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e precisou ficar internada alguns dias, mas já estaria se recuperando em casa. A Terceira Coluna chegou a tentar contato com a vereadora eleita, mas não obteve retorno.

destaques