Um retrato da realidade

A edição deste sábado (1) aborda diversos assuntos que têm repercutido bastante ao longo da semana. Algumas notícias são muito boas, como o anúncio da abertura de uma nova empresa em Borebi, a Oxy 8 Química, que escolheu a vizinha cidade para investir mais de R$ 2 milhões e gerar cerca de 20 empregos apenas na fase inicial. Algo bastante animador, sobretudo por conta do momento de crise econômica ocasionada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Sobre este tema, aliás, a edição apresenta mais uma ótima notícia vinda de outra empresa, esta, lençoense. Na quinta-feira (29), a Bracell anunciou um aporte de R$ 1 milhão para a aquisição de medicamentos do chamado kit intubação. As doações, que se somam a outras tantas ações capitaneadas pela multinacional no enfrentamento à pandemia, vão aliviar a pressão sobre o estoque do Hospital Nossa Senhora da Piedade, que chegou a níveis extremamente críticos há algumas semanas.

Infelizmente, como a vida não é feita só de coisas positivas, o jornal também destaca alguns assuntos que chocam a sociedade. A parte negativa vem da página policial, com destaque para a execução de um jovem macatubense pelo chamado tribunal do crime. Dependente químico, ele teria dívida com traficantes, pelos quais teria sido morto a pauladas, antes de ser enterrado em uma cova rasa na região do lixão de Macatuba.

Mas as páginas desta edição também têm espaço para celebrar. Seja pelo avanço da vacinação contra a Covid-19, que chega ao grupo de idosos com 62 anos; seja pelo aniversário de nossa querida Areiópolis, que na segunda-feira (3) completa 62 anos de emancipação político-administrativa; ou até mesmo pela solidariedade, que tem estado cada vez mais em alta. O jornal de hoje é, como sempre, um retrato da realidade, com coisas boas e ruins, tristes e alegres, como a própria vida.

destaques