Quem perde é o povo

A matéria principal da edição deste sábado (12), faz um apanhado geral das circunstâncias que impedem o início da operação da aguardada – e necessária – GCM (Guarda Civil Municipal) de Lençóis Paulista: um impasse entre Prefeitura Municipal e Ministério Público, que ameaça fazer com que o projeto fique ‘engavetado’ pelo menos até meados do ano que vem.

Depois de anos de tratativas burocráticas, meses de trabalho prático de diversos setores da Prefeitura Municipal, com a participação fundamental da inciativa privada, que custeou boa parte – a maior – da estrutura, a GCM está pronta para ir às ruas e auxiliar a Polícia Militar local, que sofre com a falta de efetivo, na manutenção da segurança pública da cidade.

Porém, com sede pronta, viaturas equipadas, armamento comprado, fardas confeccionadas e equipe treinada, a corporação não pode iniciar suas atividades, pois uma decisão judicial impede a contratação dos profissionais aprovados em um concurso questionado pela Promotoria local. As partes envolvidas precisam chegar a um denominador comum, pois quem mais perde é o povo.

destaques