É Natal, mas com responsabilidade

Depois de um ano totalmente atípico, fora da curva, em que a humanidade enfrentou – e ainda enfrenta – a maior crise sanitária de sua história, o período de festas de final de ano chega para renovar as esperanças nos corações de todos nós. Independentemente das crenças e religiões, este é o tempo para cada um dar um novo significado à própria vida.

Não é exagero dizer que nem mesmo os mais pessimistas poderiam imaginar, em janeiro, que 2020 traria tanta apreensão e incerteza. Na mesma medida, entretanto, nem mesmo os mais otimistas acreditariam, em março, que seria possível vencer todas as adversidades – ou a maioria delas – para chegar mais forte ao presente dia. 2020 foi o ano da superação.

O ano foi, sim, marcado por muitas perdas, algumas delas irreparáveis. Muitos tiveram suas vidas interrompidas por um inimigo invisível chamado novo coronavírus (Covid-19). Muitos perderam seus empregos, outros tantos viram seus pequenos negócios sucumbindo diante das restrições impostas pela pandemia. Muitos perderam o rumo, perderam o chão.

Mas os últimos meses também foram de muitas conquistas protagonizadas, principalmente, por cada uma das pessoas que mostraram que sempre é possível se reinventar. Não que tenha sido fácil, pelo contrário, mas com coragem, determinação e resiliência aqui estamos, mais uma vez, fazendo planos para um novo ano que está prestes a se iniciar.

Que o Natal, que representa o nascimento de Jesus, traga esperança e força para que possamos seguir em frente. Que todos aproveitem os dias de festa, mas com responsabilidade e respeito às regras. Enquanto todos aguardam pela chegada de uma vacina que permita a imunização em massa, apenas o cuidado de cada um pode fazer a diferença.

destaques