Cedo… e tarde!

A matéria principal da edição desta sexta-feira (2) faz um balanço de mais uma semana de enfrentamento a pandemia em Lençóis Paulista. Uma semana que teve início com a triste notícia da morte de dois pacientes por falta de medicamentos indispensáveis para o tratamento de casos mais graves de infecção pelo novo coronavírus. Uma semana em que o número de vítimas fatais chegou à casa dos três dígitos.

A semana é triste, tensa, mas não é só de notícia ruim. Dados obtidos pela reportagem de O ECO sugerem uma ligeira diminuição do número de infeções em relação à semana anterior, o que membros do comitê local de enfrentamento à Covid-19 acreditam ter relação direta com a adoção de restrições mais rígidas na cidade, mesmo que haja cautela acerca da incipiência dos dados.

Tomara que sim, mas ainda é cedo para comemorar e, muito menos, para relaxar. Basta olhar para o número recorde de mortes dos últimos dias para entender. Mesmo que a resposta esteja sendo efetiva, ainda há um longo caminho pela frente. Se os dados dos próximos levantamentos comprovarem a eficácia das medidas, ficará comprovado que agimos mais tarde do que deveríamos.

destaques