A palavra de ordem é responsabilidade

Há poucos dias do Natal, os comerciantes de Lençóis Paulista se mostram otimistas com a movimentação na região central da cidade e projetam boas vendas para o período que, de longe, é o melhor do ano para o setor. É certo que a chuva dos últimos dias, apesar de muito bem-vinda e necessária, tem freado bastante o ímpeto daqueles que planejam ir às compras, mas nada que abale a confiança dos lojistas dos mais variados segmentos. A maioria aposta em excelentes resultados.

O astral é bem diferente do que foi observado no ano passado, quando as incertezas e angústias ainda pairavam pelos ares em razão das – inevitáveis – restrições impostas pelas autoridades sanitárias como forma de impedir o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e tentar evitar um colapso na rede hospitalar. Como já sabemos, nem mesmo todo esforço foi capaz de impedir o pior. Aquele clima pesado de dezembro de 2020 era apenas uma pequena amostra do que viria adiante.

Felizmente, os tempos são outros. Mesmo que a circulação de uma nova variante do temido vírus não permita que o sinal de alerta seja desligado, ao menos pelos mais prudentes e sensatos, o avanço da vacinação trouxe de volta a esperança que muitos até já haviam perdido. Foi somente com ela que pudemos ver o fim daquele caos enfrentado por todos entre fevereiro e abril. Muitos se foram sem ter a oportunidade, mas muitos também foram salvos. Os números estão aí para quem quiser ver.

O desejo é que a sensação de quase normalidade percebida no olhar de boa parte da população contribua para que o final de ano de todos seja especial, com boas vendas para quem precisa vender, boas compras para quem deseja comprar, bons momentos para todos ao lado de amigos e familiares, boas lembranças para recordar um dia. Mas o desejo também é de que nada disso seja pretexto para o descuido e a negligência que, definitivamente, não foram o que nos trouxe até aqui.

A palavra de ordem deste final de ano é responsabilidade. Somente com ela 2022 poderá ser um ano melhor do que este que já nos preparamos para deixar para trás. Não, esta não é uma mensagem antecipada de Natal ou Ano Novo, é só um recado para lembrar, enquanto ainda há tempo, que tudo pode mudar para melhor ou pior. Depende de cada um.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques