Próxima quinta-feira tem coleta de sangue no Rotary

Ação visa repor estoques do Hemonúcleo Regional do Hospital Amaral Carvalho

O Rotary Club de Lençóis Paulista realiza mais uma campanha de doação de sangue na semana que vem. O objetivo da ação, marcada para a quinta-feira (23), das 18h às 21h, é contribuir com a reposição dos estoques do Hemonúcleo Regional do Hospital Amaral Carvalho, de Jaú, que atende dezenas de cidades da região, inclusive Lençóis Paulista, Macatuba e Borebi.

Quem quiser doar precisa ter entre 18 e 65 anos, estar em boas condições de saúde e pesar mais de 50 quilos. Também é recomendado não estar em jejum (evitar alimentação gordurosa antes da coleta) e ter dormido pelo menos seis horas na noite anterior. Jovens de 16 e 17 anos também podem doar, desde que estejam acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Não podem doar pessoas que estão tomando medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios; com resfriado curado há menos de sete dias; que tomaram vacinas ou se curaram de Covid-19 há menos de 30 dias; que frequentaram regiões endêmicas de Malária há menos de seis meses; que fizeram tatuagem há menos de um ano; mulheres lactantes ou com parto recente.

Também existem impedimentos permanentes para doação de sangue, que incluem pessoas que sofreram convulsões após os dois anos de idade; que contraíram qualquer tipo de Hepatite após os 11 anos de idade; que façam uso de drogas injetáveis; além de pacientes com Malária, Doença de Chagas, Sífilis, Aids/HIV e doenças associadas ao vírus HTLV, tipos I e II.

A coleta acontece na sede do Rotary Club de Lençóis Paulista, que fica na Avenida Padre Salústio Rodrigues Machado, 809, no Jardim Ubirama. Serão distribuídas 80 senhas e, para fazer a triagem, é necessário apresentar um documento de identificação original com foto recente que permita a identificação. Qualquer dúvida pode ser esclarecida diretamente no local.


A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional. Fuja das Fake News. Clique aqui e assine O ECO!

destaques