O cara com a cara da Facilpa

AMOR DE PAI – Presente desde o ‘nascimento’ da Facilpa, JOP diz que o que mantém até hoje na coordenação da feira é um sentimento de paternidade

Como todos sabem, a Facilpa (Feira Agropecuária Comercial e Industrial de Lençóis Paulista), está completando 40 anos de história em 2017. Consolidada como uma das maiores e mais bem organizadas exposições agropecuárias do Brasil, a festa hoje conta com uma grande estrutura de produção que envolve tecnologia de ponta e profissionais capacitados nas mais variadas áreas.
Porém, certamente poucas pessoas se lembram – muitas nem presenciaram – como era tudo isso no início, no distante ano de 1977. Entre os que recordam, não há ninguém com mais envolvimento com toda essa história como o atual coordenador da feira, José Oliveira Prado, que participa de sua organização desde a primeira edição, atuando em diversas funções possíveis, inclusive como presidente, cargo que ocupou por pelo menos 20 anos.
Pradão, ou JOP, como também é conhecido, lembra que a festa nasceu como uma exposição agropecuária idealizada em parceria com produtores de Agudos e era para ser realizada um ano em cada idade, mas acabou se tornando um patrimônio lençoense.
Antes de passar a ser realizada no recinto que hoje leva o seu nome, ele conta que a Facilpa aconteceu em dois outros lugares. Primeiro em um terreno onde funcionava a antiga Indústria de Tecelagem Fibiana, mais ou menos onde hoje fica o Centro de Treinamento de Condutores, no final da Avenida Brasil, depois no terreno localizado do outro lado do Lago da Prata, onde funcionava uma unidade da multinacional Trelleborg.
O coordenador conta ainda que as estruturas das barracas eram precárias feitas de madeira e cobertas com lonas e que nas primeiras edições a feira contava com apenas com alguns barraqueiros. Tudo muito diferente da estrutura de hoje e do número de expositores, que passa de 100. Só para ser ter uma ideia do crescimento da Facilpa ao longo de todos esses anos, JOP explica que hoje apenas para a montagem e desmontagem da estrutura do recinto são necessárias cerca de 300 pessoas e que mais de mil trabalham durante toda a festa.
Por ter acompanhado todo esse desenvolvimento, ele sente como se sua vida e a história da Facilpa se misturassem e criassem um elo impossível de romper. Se afastar da organização é algo que sempre entra em seus planos, mas que ele, mesmo não ocupando a presidência – atualmente o presidente é o empresário Ivens Casali -, nunca consegue cumprir.
“O que me detém até hoje é esse sentimento de paternidade. São pequenos detalhes que eu vi, desde a época da lona preta até chegar ao que chegou hoje, com uma estrutura belíssima, limpa. Uma das coisas que me orgulham é a limpeza, porque eu frequento muitas feiras por aí que não são assim”, destaca Prado, que mesmo tendo colaborado para que a Facilpa se tornasse uma das maiores feiras do país e recebesse os principais nomes da música brasileira, sente por não ter conseguido trazer pelo menos dois artistas. “Sempre quis muito ver a Elba Ramalho e o Roberto Carlos se apresentando aqui, mas isso nunca foi possível”, lamenta.
 
Algumas curiosidades
Os números não são precisos, mais os artistas que mais se apresentaram na Facilpa foram João Mineiro & Marciano, Chitãozinho & Xororó e Daniel (algumas vezes om o parceiro João Paulo)
Uma suposta aparição do cantor João Paulo em uma foto tirada em um show de Daniel na Facilpa colocou a feira no noticiário nacional, com reportagens exibidas em praticamente todos os programas
A primeira missa realizada na Facilpa foi presidida por um padre vindo de São Paulo e teve a participação de Inezita Barroso e Zé Domingues, outros ícones da música caipira
Os recordes de público da feira até hoje são de um show de João Paulo & Daniel, em 1996, e de um show do cantor Luan Santana, em 2010, ambos com público de cerca de 35 mil pessoas (O show de Luan Santana foi pago)
Lendas da música sertaneja de raiz como Tião Carreiro e Pardinho e Tonico e Tinoco já se apresentaram na feira
Artistas de gêneros pouco vistos em feiras do tipo, como Ivete Sangalo e Cláudia Leite, também já estiveram na Facilpa
Muitas das bandas de rock principais do país, como Paralamas, Titãs, Capital Inicial, Biquini Cavadão, Charlie Brown Jr., Jota Quest, Raimundos, entre outras, também tocatram por aqui
 
Festa termina esse final de semana
As duplas Maiara & Maraísa e Mato Grosso & Mathias animam o último final de semana da Facilpa, com expectativa de grande público. Neste sábado (6), as detentoras do sucesso “10%” sobem ao palco a partir das 23h30, depois da semifinal do Circuito Top Team Cup de Rodeios, prevista para às 21h. Os ingressos, que estão no terceiro lote, estão sendo vendidos a R$ 44 e R$ 22 (meia).
Amanhã (7), a festa chega ao fim com diversas atrações durante o dia todo e entrada gratuita no recinto de Exposições José Oliveira Prado. A final do rodeio está prevista para às 19h; já o show de Mato Grosso & Mathias está programado para às 21h.
INGRESSO SOLIDÁRIO
Como todos os anos, as pessoas que prestigiarem o último dia da Facilpa podem contribuir com entidades do município através do ingresso solidário. Este ano, a renda arrecadada será dividida entre a Rede de Combate ao Câncer e a Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida. O valor do ingresso solidário, que serve como bilhete para o sorteio de brindes, é R$ 5.

destaques

Comércio se prepara para a Black Friday

A segunda data mais movimentada para o comércio está prestes a chegar. No dia 27 de novembro tem a Black Friday, ou...

Cidade recebe melhor jogador do mundo

O beach tennis pode ser definido como uma mistura de tênis, vôlei de praia e frescobol. É considerado simples de se praticar,...

Campanha Papai Noel dos Correios será digital

Na última quarta-feira (18), teve início mais uma edição da campanha Papai Noel dos Correios, que terá algumas mudanças em relação aos...

Anaísa Portes Ramos é pioneira na cirurgia robótica no interior

Primeira cirurgiã robótica no interior do estado de São Paulo, a médica Anaísa Portes Ramos, nascida em Lençóis Paulista, é formada em...

Lençoenses lançam Art:Cidade

O artista audiovisual Lucas Dias Batista e o jornalista Júnior Placca lançaram na última terça-feira (17) o projeto Art:Cidade - uma vitrine...