Empresas devem entregar mais de 2 mil cestas básicas para famílias carentes de Lençóis Paulista

Campanha feita pela IBS Energy e Acilpa espera arrecadar entre 30 e 40 toneladas de alimentos

A crise econômica ocasionada pela pandemia impactou a todos, mas a realidade tem sido muito pior para as pessoas que já viviam em situação de vulnerabilidade social ou bem perto disso. Desde o ano passado, centenas de famílias recorrem à Assistência Social para conseguir sobreviver. Devido à alta demanda, o apoio da iniciativa privada e a solidariedade da população têm sido fundamentais para que o Poder Público consiga oferecer o mínimo de dignidade aos mais necessitados.

Desde o início da pandemia, inúmeras ações encabeçadas por empresas, clubes de serviço e sociedade em geral contribuíram para o enfrentamento à Covid-19 nas áreas da saúde e assistência social. A mais recente surgiu por iniciativa da IBS Energy, empresa responsável pela Termelétrica Cidade do Livro, que, em breve, iniciará suas obras no município. A campanha “Empresários do Bem” visa a arrecadação de alimentos não perecíveis para a montagem de cestas básicas.

“A empresa resolveu contribuir de alguma forma e, como diversas ações já haviam possibilitado que a rede hospitalar fosse bem estruturada, o foco se voltou para a área social. Em contato com a Secretaria de Assistência Social, fomos informados sobre diversas demandas e resolvemos doar cestas básicas. Mais do que isso, surgiu a ideia de fazer com que os recursos ficassem no município, priorizando a compra dos pequenos fornecedores locais”, explica Murilo Galli, representante da IBS.

Segundo ele, a ideia inicial era adquirir algo em torno de 2 mil cestas básicas, mas a ação ganhou apoio de outras empresas após contato com a Acilpa (Associação Comercial e Industrial de Lençóis Paulista). “Não havíamos pensado em uma campanha, mas as coisas acabaram evoluindo para isso. Foi uma grata surpresa todo o engajamento e o resultado está sendo bem positivo. Ficamos satisfeitos, porque tudo parte do alimento na mesa”, ressalta.

De acordo com José Antonio Silva, o Neno, presidente da Acilpa, além de fazer o levantamento dos mercadinhos a mercearias que poderiam fornecer os produtos necessários, a entidade também fez contato com grandes empresas que, para complementar a montagem das cestas básicas, estão fornecendo seus produtos a preço de custo. Empresários e comerciantes que não são da área também estão fazendo doações e cedendo funcionários para ajudar no trabalho.

“A participação está sendo muito boa. Sabemos que todos estão sendo afetados pela crise, mas existem pessoas muito necessitadas. Estamos pedindo qualquer doação. Não importa a forma, o importante é ajudar. Acredito que iremos conseguir entre 30 e 40 toneladas de alimentos. Isso vai possibilitar que muitas famílias sejam auxiliadas, além dos pequenos comerciantes, donos de mercadinhos e mercearias. Essa é uma forma de olhar para o social e também para a economia”, relata.

Empresas e cidadãos que quiserem aderir à campanha “Empresários do Bem” têm até a terça-feira (27) para doar produtos avulsos ou cestas básicas completas, que devem ser entregues na sede da Acilpa, na Rua Piedade, 161, no Centro. Quem preferir, também pode fazer a doação de qualquer quantia em dinheiro que será utilizada para a compra de produtos. As doações podem ser feitas por meio de depósito bancário (agência 4432 / conta corrente 5.541-7) ou transferência via PIX (chave 14996471376).

Todos os produtos arrecadados estão sendo encaminhados ao Centro de Convivência da Melhor Idade, na Cecap. O local foi cedido pela Prefeitura Municipal para armazenagem, separação e montagem das cestas básicas que, posteriormente, serão distribuídas às famílias carentes pela Secretaria de Assistência Social, de acordo com a demanda. A entrega simbólica das arrecadações à pasta acontece na quarta-feira (28), dia do aniversário de 163 anos do município.

destaques