Macatuba dá início a testagem em massa
Cidade vai usar duas estratégias para aplicação de 8 mil exames para a detecção de infecção pelo novo coronavírus
Macatuba dá início a testagem em massa
RASTREANDO A DOENÇA - Mutirão vai aplicar 900 testes rápidos (Foto: Divulgação)
A Secretaria de Saúde de Macatuba anunciou nesta semana novos protocolos de testagem na cidade. O município, que adquiriu recentemente 8 mil testes de detecção do novo coronavírus (Covid-19), prevê realizar o exame em duas frentes, com familiares próximos de pessoas contaminadas e mutirão de assintomáticos.
No caso daqueles que convivem com pacientes infectados, o exame será feito mediante contato e agendamento do setor de saúde. A aplicação dos testes acontece na UAC (Unidade de Atendimento à Covid), na parte da manhã, já que o local atende pacientes com síndrome gripal e suspeitos do novo coronavírus no período da tarde.
Já o mutirão de testes vai priorizar pacientes assintomáticos. Programada para os dias 8, 15 e 22 de agosto, a ação vai resultar na aplicação de 900 testes rápidos em pessoas que não apresentam sintomas da doença. A testagem em massa vai acontecer nos PSF (Postos de Saúde da Família) do Jardim Bocayuva e Central.
“Vamos colocar dois postos de testagem, um nos Altos da Cidade e outro no Centro para evitar aglomeração. Serão 300 testes a cada sábado, em três sábados de agosto. Esta é mais uma maneira de detectar onde estão os casos, isolar os positivos e conter o avanço da doença”, explica Elaine Bino, secretária de Saúde.
Macatuba realizou até nesta semana 1.316 testes de Covid-19, o que representa 7,73% da população estimada em 17.013 segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Segundo boletim epidemiológico divulgado nessa sexta-feira (31), a cidade tem 430 casos positivos e quatro óbitos, com um paciente hospitalizado, 16 em isolamento domiciliar e 409 recuperados.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2020 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia