Campanha de vacinação antirrábica é suspensa
Realização depende de liberação do Ministério da Saúde; Lençóis Paulista não tem casos da doença há 10 anos
Campanha de vacinação antirrábica é suspensa
SEM PREVISÃO - Por conta da pandemia do novo coronavírus, campanha de vacinação antirrábica segue suspensa (Foto: Divulgação)
Tradicionalmente realizada em agosto, a Campanha de Vacinação Antirrábica deste ano foi suspensa em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, só deve ser realizada caso haja mudança no posicionamento do Ministério da Saúde. Em Lençóis Paulista, a medida afeta uma população estimada em 12 mil cães e gatos.
De acordo com Milena Mileski, coordenadora de Proteção Animal da cidade, apesar da suspensão momentânea da campanha, caso haja necessidade, o estado deve fornecer as chamadas doses de bloqueio, vacinas destinadas à imunização de animais que vivem em áreas com casos confirmados de raiva, sejam eles cachorros, gatos ou morcegos, que são os transmissores da doença.
Lençóis Paulista teve o último caso de raiva diagnosticado em um morcego no ano passado. Na época, foram aplicadas doses de bloqueio nos animais do Centro (bairro onde o morcego contaminado foi identificado). Desde então, nenhum animal infectado foi identificado. Não há registro da doença em cães e gatos há mais de dez anos no município.
Graças ao histórico, a coordenadora de Proteção Animal explica que o risco de transmissão da raiva é pequeno na cidade, mas alerta que sempre que possível é importante vacinar o animal de estimação. A suspensão da campanha busca evitar aglomerações de pessoas por conta da pandemia. No entanto, a vacinação pode ser feita caso haja nova orientação do Ministério da Saúde, responsável por distribuir as doses. A vacina antirrábica segue disponível na rede particular.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2020 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia