Soulspell lança “X Years of Soul”
Gravado em 2018, em Lençóis Paulista, show reúne principais nomes do heavy metal nacional
Soulspell lança “X Years of Soul”
LIVE IN LENÇÓIS - Show gravado no Teatro Municipal Adélia Lorenzetti contou com participação de nomes do heavy metal nacional(Foto:Christian Cardoso)
Foram 18 meses de expectativa, mas a espera deve ser recompensadora para os fãs de heavy metal que aguardam ansiosos pelo lançamento de um dos mais importantes trabalhos da história do gênero no Brasil. Gravado no dia 8 de julho de 2018, no Teatro Municipal Adélia Lorenzetti, em Lençóis Paulista, o show “X Years of Soul”, que comemora os 10 anos do projeto Soulspell Metal Opera, está sendo lançado oficialmente neste mês.
Para a gravação do trabalho, a banda Soulspell reuniu alguns dos mais importantes nomes do heavy metal no país, com destaque para Andre Matos e Fabio Lione, ex-vocalista e atual vocalista do Angra, um dos expoentes do estilo, inclusive na cena internacional. O show foi o único encontro da dupla nos palcos e o último registro oficial de Andre Matos, que acabou falecendo exatamente 11 meses depois, no dia 8 de junho de 2019.
“A morte do Andre foi algo devastador para todos nós e ocorreu bem no meio do processo de pós-produção. Foi um grande baque. Com certeza uma perda irreparável para o heavy metal nacional. Já havíamos até planejado que seria ele a primeira pessoa com quem assistiríamos ao show finalizado. Isso, infelizmente, não será possível, mas acredito que esse registro é uma forma de homenageá-lo”, comenta o baterista Heleno Vale, fundador da Soulspell.
Outro homenageado é Mário Linhares, vocalista do Dark Avenger, que faleceu no dia 22 de dezembro de 2017. Presente na gravação original da música “Soulspell”, do álbum de estreia, “A Legacy of Honor” (2008), Linhares foi um dos principais incentivadores do projeto. No show ele foi lembrado justamente por Andre Matos e Fabio Lione, que acompanhados pela vocalista Daísa Munhoz executaram a faixa que dá nome à banda.
Considerado por nomes respeitados da crítica especializada como um divisor de águas para o heavy metal nacional, o show “X Years of Soul” também trouxe para Lençóis Paulista outros vocalistas de peso, como Alex Voorhees, Bruno Maia, Dan Rubin, Dani Nolden, Gui Antonioli, Iuri Sanson, Leandro Caçoilo, Lucas Martins, Manu Saggioro, Mário Pastore e Raphael Dantas, todos com participações nos álbuns de estúdio da Soulspell.
Para a gravação do show no Teatro Municipal, a banda formada pelo baterista Heleno Vale, pelo baixista Daniel Guirado, pelo tecladista Rodrigo Boechat, pelos guitarristas Leandro Erba e Sergio Pusep, além dos vocalistas Daísa Munhoz, Edney Marques, Jefferson Albert, Pedro Campos, Talita Quintano e Victor Emeka, também recebeu reforço do coral formado pelas cantoras Ana Clara Ranzani, Cleo Moreira, Rosangela Salles e Thaíse Braga.
Com músicas dos quatro álbuns de estúdio - “A Legacy of Honor” (2008), “Labyrinth of Truths” (2010), “Hollow’s Gathering” (2012) e “The Second Big Bang” (2017) - o show tem duas horas de duração e uma hora e meia de making off. Segundo a produtora Raquel Oliveira, o projeto, que começou a ser desenvolvido em dezembro de 2017, envolveu quase 80 pessoas, entre músicos, vocalistas, equipes técnica e de apoio. Ao todo, foram utilizadas 14 câmeras para a captação de imagens.
“São mais de dois anos desde o início do projeto até a finalização. Tivemos muito trabalho, principalmente na semana que antecedeu a gravação, com um monte de detalhe para organizar. Passamos muitas noites sem dormir pensando em tantas coisas que poderiam dar errado. Acho que só caiu a ficha agora, quando conseguimos parar para assistir tudo pronto de fato. É como ver um filho nascendo. Estamos muito orgulhosos”, ressalta.
Depois de quase desistir ainda no início do projeto, mas passar por cima de todos os obstáculos, investindo muito tempo e dinheiro sabendo que dificilmente haveria um retorno comercial, Heleno Vale se diz com a sensação de dever cumprido. Principal responsável por colocar Lençóis Paulista na história do heavy metal nacional, o baterista espera que o trabalho sirva como inspiração para outras bandas, por mostrar que vale a pena acreditar nos sonhos.
“Não era só mais um trabalho. Fizemos tudo sabendo que talvez isso nunca mais aconteça, por isso, demos nosso melhor. Estamos cansados, mas orgulhosos pelo resultado. Acreditamos, sim, que é um divisor de águas não apenas para nós. Que também seja uma forma de incentivo e abra portas para outras bandas. Quando se acredita, tudo é possível. Antes de mais nada, é preciso querer muito fazer e se dedicar. Ter amor e cabeça no lugar”, finaliza Heleno Vale.
SERVIÇO
O lançamento de “X Years of Soul” acontece neste mês para os fãs que adquiriram o material na fase de pré-venda. A gravação ao vivo do show em alta resolução vai em um box personalizado com uma pen drive de 32 GB estilizada em formato de moeda de ouro, pôster com a arte da capa, encarte com fotos, ficha técnica, mapa ilustrativo da história e um digifile para armazenar todo o material. As vendas acontecem pelo site da banda: www.soulspell.com.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2020 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia