Equus Vita recebe apoio da Bracell
Com parceria, Centro de Equoterapia passa a atender 77 crianças e adultos
Equus Vita recebe apoio da Bracell
RESPONSABILIDADE SOCIAL - Apoio da Bracell ao Centro Equus Vita beneficia inicialmente 14 pacientes que aguardavam na fila de espera (Foto:Divulgação)
Na manhã da última quarta-feira (29), em uma cerimônia realizada no Recinto de Exposições José Oliveira Prado (Facilpa), a Bracell anunciou apoio ao Centro de Equoterapia Equus Vita, mantido pela Associação Rural de Lençóis Paulista. A parceria, pela qual a empresa do grupo asiático RGE (Royal Golden Eagle) inicia suas ações de responsabilidade social na comunidade local, vai beneficiar 14 pacientes que estavam na lista de espera, 10 de Lençóis Paulista e quatro de Macatuba.
Criado em 2003, o Centro Equus Vita passa, com o apoio da Bracell, a atender 77 pacientes, entre crianças e adultos. “É com muita satisfação que recebemos e acolhemos a Bracell como nossa parceira neste trabalho magnífico que é a equoterapia. Temos certeza que, juntos, vamos crescer muito mais”, ressalta José Oliveira Prado, presidente da Associação Rural de Lençóis Paulista, que deu início ao projeto que hoje também recebe apoio da Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista.
Segundo Carlos Barbieri, gerente de Relações Institucionais e Responsabilidade Social da Bracell, a parceria que inicialmente será de um ano, surgiu a partir de um diagnóstico realizado pela empresa no segundo semestre do ano passado com o objetivo de conhecer as atividades que impactam de forma positiva a vida das pessoas. “A ideia do projeto é melhoria da qualidade de vida, socialização e inclusão social e isso tem tudo a ver com a Bracell, que quer fazer parte da comunidade de uma maneira justa, sustentável e, acima de tudo, socialmente responsável”, destaca.
A equoterapia é um método terapêutico que utiliza cavalos para estimular movimentos que ajudam na recuperação de pacientes com algum tipo de deficiência física, mental ou sensorial, como Transtorno de Espectro Autista (TEA), Paralisia Cerebral, Síndrome Cerebral Congênita, Epilepsia Generalizada e Deficiência Intelectual. O tratamento é uma modalidade terapêutica diferenciada e eficiente, que tem proporcionado excelentes resultados aos pacientes.
O atendimento é feito por uma equipe multidisciplinar composta por fisioterapeuta, psicóloga, fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e guia de equitação capacitado pela Associação Nacional de Equoterapia. Os encontros ocorrem uma vez por semana e cada paciente tem de 30 a 40 minutos por sessão.
O prefeito de Lençóis Paulista, Anderson Prado de Lima, que prestigiou o evento juntamente com Marcos Olivatto, prefeito de Macatuba, falou da importância do projeto. “Gostaria de agradecer ao trabalho que os profissionais do Centro de Equoterapia vem desenvolvendo ao longo desses anos e agradecer as famílias pela coragem e por trazer a luz dessas crianças para a nossa sociedade. Esse projeto nasceu de novo e ganha novo fôlego com o apoio da Bracell”, ressalta.
QUALIDADE DE VIDA
“Meu filho Carlos Eduardo foi beneficiado com a equoterapia durante cinco meses, mas houve um corte por falta de verba e ele acabou perdendo a vaga. Tentamos de tudo para que retornasse e agora, com o apoio da Bracell, ele vai poder dar continuidade ao tratamento, que é importante para seu desenvolvimento e qualidade de vida”,
Carlos Henrique Bortoletto, de Macatuba, pai do pequeno Carlos Eduardo, de dois anos.
RESULTADOS POSITIVOS
“A Maria Vitória nasceu de cinco meses e teve paralisia cerebral. Conhecemos a equoterapia pela Apae, mas como ela está com cinco anos resolvemos inseri-la em outra escola e perdemos a vaga. Hoje é um dia muito especial para ela, que vai poder retornar à atividade que tem dado resultados positivos em sua vida”,
Tiago de Souza Oliveira, de Lençóis Paulista, pai da pequena Maria Vitória, de cinco anos.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2020 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia