Acusado de executar policial militar é preso em Lençóis
Foragido há oito meses, homem de 26 anos se escondia no Jardim Santa Terezinha
Acusado de executar policial militar é preso em Lençóis
PRESO - Criminoso considerado de alta periculosidade é preso em Lençóis Paulista (Foto: Flávio Godoy/Divulgação)
Na manhã desta quinta-feira (28), equipes das polícias Civil e Militar de Lençóis Paulista cumpriram um mandado de busca domiciliar no Jardim Santa Terezinha. Na ação, um homem de 26 anos foi preso. Ele é acusado de executar um policial militar na baixada santista. Foragido da Justiça há oito meses, o indivíduo se escondia em uma residência localizada no bairro.
De acordo com informações obtidas pela reportagem do Jornal O ECO junto ao delegado da Polícia Civil, Renzo Santi Barbin, as equipes do Setor de Inteligência da Polícia Civil recebeu informações de que L.E.A.S.B., de 26 anos, que responde pelos crimes de latrocínio e tráfico de drogas, estaria residindo no município, em uma casa localizada no Jardim Santa Terezinha.
Na posse das informações, equipes da Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, por volta das 6h, se dirigiram até o endereço fornecido, uma residência que estava alugada no nome da mãe do acusado. No local, os agentes encontraram o homem de 26 anos, que depois de ser surpreendido e detido foi encaminhado à Delegacia para o cumprimento do mandado de prisão.
L.E.A.S.B. estava foragido da Justiça há oito meses pelo crime de tráfico de drogas, no entanto, possui em seu nome outro mandado pelo crime de latrocínio contra um policial militar, ocorrido em dezembro de 2018, no Centro da cidade litorânea de Bertioga, na baixada santista.
“O criminoso é considerado de alta periculosidade. Inclusive as informações é que ele fazia parte de uma facção ligada ao Primeiro Comando da Capital, o PCC”, comentou o delegado Renzo Santi Barbin.
Na Delegacia da Polícia Civil foi dado cumprimento a ordem judicial e o homem foi encaminhado à Cadeia Pública de Avaí. De lá, o indivíduo deveria ser encaminhado à uma Delegacia mais próxima de Bertioga, sua cidade natal.
O CRIME
O latrocínio ocorreu no dia 10 de dezembro de 2018, quando quatro assaltantes encapuzados, que chegaram em um Corsa Sedan, em frente a um banco no Centro de Bertioga, abordaram o policial Maurício Solon, que saía de seu veículo. Um policial aposentado, amigo da vítima, chegava ao local para depositar um malote com dinheiro e também foi rendido.
O PM reformado entrou em luta corporal com os ladrões, mas teve o malote com R$ 100 mil em espécie e sua arma roubados. Na sequência, um dos bandidos passou a atirar contra a vítima. Ao menos quatro tiros foram disparados contra o policial Maurício Solon, que não resistiu aos ferimentos e morreu. Em agosto deste ano, outro suspeito de envolvimento no assassinato havia sido preso em Bertioga.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia