Crimes de maus-tratos preocupam coordenadoria e moradores de Lençóis
O último caso de repercussão na cidade viralizou nas redes sociais com cena de extrema crueldade contra um gato
Crimes de maus-tratos preocupam coordenadoria e moradores de Lençóis
DENÚNCIAS - Milena Montanholi, coordenadora de Proteção Animal, e Ricardo C. Barbeiro, secretário de Saúde, ressaltam a importância das denúncias
A Coordenadoria de Proteção Animal de Lençóis Paulista, órgão ligado à Secretaria de Saúde está em alerta por conta de dois casos de extrema crueldade envolvendo maus-tratos a animais domésticos. Ambos foram registrados na última semana pela Polícia Militar e são acompanhados pelos responsáveis.
Com grande repercussão nas redes sociais, na última terça-feira (5), um caso de extrema crueldade contra um gato foi registrado no Jardim Monte Azul. O animal estava morto, preso a uma linha passada em uma vara de pesca.
“Pela maneira como a linha estava enroscada em vários galhos da árvore, o gato, no desespero de se livrar da linha, passou por vários pontos da árvore e se enforcou, ocasionando a morte. Como não temos imagem que tenha registrado o momento, não sabemos se o animal se enroscou na vara ou se foi vítima de alguma armadilha ou crueldade”, afirma Milena Montanholi Mileski, coordenadora de Proteção Animal. 
Para este caso foi registrado um Boletim de Ocorrência junto à Delegacia da Polícia Militar Ambiental, na cidade de Barra Bonita, responsável por verificar se houve crime e aplicação da multa quando é identificado o autor. 
No início da noite do último domingo (10), outro caso de maus-tratos, chamou a atenção de moradores do Jardim Caju I. Segundo o registo do Boletim de Ocorrência feito pela Polícia Militar, um homem de 60 anos estaria praticando carícias e relações sexuais com três cães, duas fêmeas e um macho, pertencentes a duas moradoras vizinhas do acusado. Uma das moradoras, inclusive, possui uma filmagem onde o autor acaricia os animais na frente de sua residência.
A PM entrou em contato com a Coordenadoria de Proteção Animal e com um veterinário que passou as orientações as proprietárias dos animais e pediu para que levassem para avaliação no Centro Veterinário, já que uma das cadelas apresentava sangramento e está prenha. As partes foram conduzidas à Delegacia da Polícia, onde foi elaborado um Boletim de Ocorrência com base na Lei de crime ambiental conforme o Artigo 32 (praticar atos de abusos a animais), que seria encaminhado também para Polícia Ambiental, para providências legais.
“Infelizmente existe a zoofilia, e não é um caso isolado em Lençóis Paulista, mas que ocorre no mundo todo. É uma doença, um crime que precisa ser tratado e criminalizado. Por isso, foram tomadas as medidas cabíveis para que a Polícia também tome as providências conforme a lei”, ressalta Ricardo Conti Barbeiro, secretário de Saúde.
De acordo com a Coordenadoria, com essas denúncias de maus-tratos e abandono, de janeiro de 2017 a 13 de novembro de 2019 foram contabilizados 2.085 registros. Desse mesmo período foram resgatados 703 animais. “Queremos deixar claro a importância da denúncia por parte dos moradores”, destaca Barbeiro. 
O telefone da Coordenadoria de Proteção Animal para denúncias é o (14) 3264-8795.
CASTRAÇÃO
A Coordenadoria de Proteção Animal chama atenção dos moradores de Lençóis Paulista para a castração dos animais e para a responsabilidade do comparecimento a partir do momento que é feito o agendamento com o Centro Veterinário, pois quando não há o comparecimento desses animais, outros cães e gatos perdem a oportunidade de serem castrados. Até setembro deste ano, 2.492 animais foram castrados. Dos agendamentos, de 10 a 12% dos tutores não comparecem, o que representa quase 250 animais.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia