publicidade
Atletas locais se destacam em competição em Ribeirão Preto
Alunos do projeto Campeão conquistaram 17 medalhas
Atletas locais se destacam em competição em Ribeirão Preto
BONS FRUTOS - Projeto social que promove aulas gratuitas de jiu-jitsu começa a formar campeões (Foto: Divulgação)
O último dia 18 foi de festa para um grupo de jovens que frequenta o projeto social “Campeão", inciativa que promove prática do jiu-jitsu para dezenas de crianças e adolescentes de Lençóis Paulista, com aulas ministradas gratuitamente em espaço cedido pela Adefilp (Associação dos Deficientes Físicos de Lençóis Paulista). Participando do Open Ribeirão Preto de Jiu-jitsu, integrantes do projeto se destacaram entre os adversários, terminando na terceira colocação por equipes.
O grupo viajou com 13 alunos, além dos professores David Ferreira e Shirley Rodrigues. Ao todo foram conquistadas 17 medalhas, sendo sete de ouro, três de prata e sete de bronze, além do troféu pelo terceiro lugar geral da competição.
As medalhas de ouro foram conquistadas por Apollo Daniel, de cinco anos, Tayla Almeida de Souza, de 8 anos, João Pedro de Oliveira, de nove anos, Gabriel Otávio Ferreira, de 13 anos, Barbara Gutierrez, de 24 anos, e pelo professor David Ferreira, de 34 anos, que foi campeão em duas categorias, incluindo a Absoluto.
As pratas vieram com Carlos Eduardo Valessi, de 12 anos, Guilherme Gama, de 16 anos, e novamente com Barbara Gutierrez, no Absoluto.
Já as medalhas de bronze ficaram com Vitor Emanuel Goes, de 10 anos, Luiz Otávio Ventura, de 11 anos, Pedro Arthur Pachelli, de 13 anos, Guilherme Santos, de 13 anos, Gabriel Godoi, de 15 anos, Vitor Santos, de 16 anos, e novamente com Guilherme Gama, no Absoluto.
Morando há pouco mais de três anos na cidade, vindo de Brasília, o professor David Ferreira comemora o resultado. “Me senti muito feliz por ver meus alunos competindo e obtendo bons resultados. Vejo que tudo que estamos plantando está germinando. Mas também fico satisfeito por saber que através do projeto temos uma criança a menos nas ruas, se dedicando ao esporte”, pontua.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia