publicidade
Lençóis tem quarto mês seguido de alta na geração de empregos
Cidade já acumula saldo positivo de quase 700 postos de trabalho em 2019
Lençóis tem quarto mês seguido de alta na geração de empregos
EM ALTA - Com quarta alta seguida no nível de emprego, Lençóis já acumula saldo positivo de quase 700 vagas em 2019 (Foto: Divulgação)
O ano tem sido positivo para Lençóis Paulista no quesito geração de empregos. É o que aponta o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) referente ao mês de abril, divulgado na última sexta-feira (24) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Segundo os dados, a cidade mais uma vez fechou o mês com saldo positivo, ou seja, contratando mais do que demitindo no mercado formal. Esta foi a quarta vez consecutiva que o nível de emprego teve alta, demonstrando o bom momento da economia local.
De acordo com o Caged, no mês passado o saldo positivo foi de 141 novos postos de trabalho, com 990 contratações frente a 849 demissões. Os melhores desempenhos do mês foram registrados na agropecuária e no setor de serviços, que superaram a casa dos três dígitos. A agropecuária fechou com alta de 118 vagas com Carteira de Trabalho assinada, com 178 contratações e 60 demissões. Já o setor de serviços acumulou superávit de 100 novos empregos formais, com 296 contratações e 196 demissões.
Outros setores importantes da economia local registraram bons resultados em abril. A indústria de transformação criou 29 novas vagas, com 143 contratações e 114 demissões. O comércio, mesmo fora dos bons períodos de venda, teve saldo positivo de 26 empregos, com 156 contratações e 130 demissões. A administração pública, por sua vez, terminou o mês com alta de oito postos de trabalho, com 11 contratações e três demissões. O resultado do mês só não foi melhor devido ao desempenho ruim da construção civil, única área da economia que fechou o mês no vermelho, com saldo negativo de 140 vagas, demitindo 346 trabalhadores e recontratando apenas 206.
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal, André Paccola Sasso, os dados do Caged confirmam a previsão de crescimento da economia local e criam perspectivas ainda mais otimistas para o decorrer do ano, sobretudo pelo advento da ampliação da Bracell, um dos maiores empreendimentos dos últimos 20 anos no estado de São Paulo, que deve resultar em um investimento de cerca de R$ 7 bilhões, além de gerar aproximadamente 7 mil empregos no decorrer das obras, que devem se estender pelo menos pelos próximos dois anos.
“Sem dúvida são números muito positivos que confirmam as expectativas que já tínhamos desde o ano passado, não apenas pela concretização do projeto de ampliação da Bracell como também pela chegada de empresas prestadoras de serviços e outras demandas que estão surgindo na cidade. Diariamente, aqui no Centro do Empreendedor, temos acompanhado processos seletivos de várias empresas que estão contratando. Tenho certeza que muitas oportunidades ainda surgirão neste ano”, completa o secretário.
ACUMULADO
Com mais um bom desempenho, Lençóis Paulista já registra saldo positivo de quase 700 empregos em 2019. De janeiro a abril, segundo o Caged, a cidade acumula alta de 676 vagas no mercado formal, com 3.129 contratações e 2.453 demissões. A indústria de transformação lidera a lista com saldo positivo de 283 empregos (690 contratações e 407 demissões).
Na sequência aparecem o setor de serviços, com a criação de 197 novas vagas (897 contratações e 700 demissões); a construção civil, com alta de 124 postos de trabalho (639 contratações e 515 demissões); a agropecuária, com saldo positivo de 73 empregos (295 contratações e 222 demissões) e a administração pública, com superávit de 65 vagas (81 contratações e 16 demissões).
No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, entre os setores de maior relevância para a economia, apenas o comércio aparece com saldo negativo na lista do Caged, tendo fechado 64 postos de trabalho, com 525 contratações e 589 demissões. O setor da indústria extrativa mineral, com pouca representatividade no município, fechou com saldo negativo de duas vagas, com duas contratações e quatro demissões.
Ainda por conta do aquecimento da economia, pelo segundo mês seguido a cidade registrou alta no acumulado dos últimos 12 meses, com saldo positivo de 336 vagas (7.327 contratações e 6.991 demissões). No mês passado, o saldo positivo era de 147 empregos (7.004 contratações e 6.857 demissões). Já em janeiro, registrava-se um déficit de 379 postos de trabalho (6.918 contratações e 7.297 demissões).
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia