publicidade
Prefeitura de Lençóis segue com nebulização
Cidade registra mais de 90 casos da doença neste ano
Prefeitura de Lençóis segue com nebulização
COMBATE - Com 33% dos casos de dengue, Jardim Primavera recebeu nebulização nos meses de fevereiro e março (Foto: Divulgação)
Lençóis Paulista segue na luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, doença que atinge índices alarmantes na região Oeste do estado de São Paulo. Vários bairros da cidade já receberam o serviço de nebulização, que é feito onde há caso positivo de dengue registrado pela Secretaria de Saúde. Para o Jardim Primavera uma empresa foi contratada, uma vez que o bairro todo recebeu a nebulização. Nos outros locais, o serviço foi feito por equipe da Prefeitura Municipal, que possui um equipamento e consegue vencer a demanda.
De acordo com Sandra Ester Alves, coordenadora do Núcleo de Educação e Gerenciamento de dados da Saúde (NEEGS), a nebulização é recomendada em um raio de 150 metros da residência onde foi constatado o caso positivo de dengue. A nebulização só consegue alcançar os mosquitos adultos, e, por isso, a necessidade de se eliminar todos os possíveis criadouros, já que as larvas não são eliminadas pelo inseticida.
O Jardim Primavera, por vir apresentando um número crescente de casos de dengue, já foi nebulizado em duas oportunidades entre fevereiro e março. Outros bairros que já receberam a nebulização foram Cecap, Jardim Itapuã, Jardim Maria Luíza, Jardim Grajaú, Jardim Ibaté e Jardim Monte Azul. No total foram nebulizadas 1.832 imóveis, sendo que os agentes comunitários já visitaram desde o início do ano 18.641 imóveis na cidade.
CASOS
Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, até o final do mês de março, a Secretaria de Saúde havia contabilizado 93 casos positivos na cidade. Desses, 67 somente no mês de março (23 fevereiro e três em janeiro). De todos os exames solicitados, 75 deram negativo e outros ainda aguardam o resultado. Dos 93 casos confirmados, 62 são autóctones (contraídos na cidade) e 31 importados (vindos de outras localidades).
Desde o início do ano, o crescimento no número de notificações foi significativo. Em janeiro foram 13 notificações, com três casos confirmados; em fevereiro 45 notificações e 23 casos confirmados; e em março foram 183 notificações, com 67 casos confirmados. O Jardim Primavera é o bairro mais afetado, chegando ao final de março com 33% dos casos do município.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia