Prefeitura de Lençóis inicia projeto de revitalização do Centro
Com investimento estimado em R$ 3 milhões, obra vai dar cara nova ao coração comercial da cidade
Prefeitura de Lençóis inicia projeto de revitalização do Centro
NO SÉCULO 21 - Projeto de revitalização vai transformar o Centro de Lençóis Paulista (Foto: Reprodução)
Inserir Lençóis Paulista no século 21. Esse é o objetivo do projeto de revitalização do Centro da cidade, que teve os detalhes divulgados com exclusividade ao Jornal O ECO pelo prefeito Anderson Prado de Lima (PSB). Com investimento que pode chegar aos R$ 3 milhões após a conclusão de todas as etapas, o coração do comércio local deve ganhar novo terminal rodoviário interbairros, estacionamento rotativo, lanchódromo, além de um projeto paisagístico que contempla alargamento das calçadas, plantio de árvores, instalação de bancos, entre outras coisas.
“Essa transformação urbanística se faz necessária. Lençóis Paulista vai completar 161 anos, é uma das cidades mais prósperas do Centro-Oeste paulista, por isso, é preciso que ela corresponda como tal. Hoje temos um Centro velho e precisamos avançar. Iremos colocar a cidade no século 21. Vamos criar um cenário de beleza e modernidade que ofereça todo conforto e acessibilidade ao cidadão. Um ambiente totalmente novo que vai fomentar não apenas o comércio, como também o turismo”, pontua o prefeito.
A primeira etapa do projeto já está em andamento e contempla a restauração da antiga Estação Ferroviária Sorocabana e adequação do local para a implantação de um terminal rodoviário interbairros, que substituirá o atual terminal urbano da Av. Vinte e Cinco de Janeiro. A obra, orçada em R$ 350 mil, foi viabilizada com recursos do Governo do Estado de São Paulo, a partir de um projeto apresentado após a classificação da cidade como MIT (Município de Interesse Turístico). A empresa vencedora da licitação deve entregar a obra até o início de junho.
Ainda dentro da primeira etapa, está previsto para março o início das obras na Rua Quinze de Novembro, que inclui a substituição da rede de coletores de esgoto e adutores de água, implantação de tubulação para a futura eliminação da afiação suspensa dos postes, alargamento das calçadas, instalação de pontos de acessibilidade e recapeamento asfáltico. A substituição das tubulações será feita por equipes do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgotos), com investimento estimado em R$ 450 mil. O alargamento do calçamento será feito por empresa contratada por meio de licitação, com custo de R$ 516 mil.
“Queremos deixar claro que, para evitar transtornos tanto para comerciantes como consumidores, a obra será feita de forma gradual, quadra por quadra. As equipes vão trabalhar de forma concentrada em uma quadra para liberar essa etapa da adequação da forma mais rápida possível. Aproveito a oportunidade para pedir a compreensão das pessoas, porque toda obra tem impacto, mas tenho certeza que o resultado final vai fazer valer a pena”, destaca o secretário de Planejamento e Urbanismo da Prefeitura Municipal, Júlio Antonio Gonçalves.
Ainda de acordo com o secretário, nesta primeira etapa a adequação será feita na faixa da Rua Quinze de Novembro compreendida entre Av. Nove de Julho e a Rua Piedade. Uma segunda etapa, com valor de investimento estimado em R$ 544 mil, prevê a adequação da via até o entroncamento com a Av. Ubirama (ao lado do Cemitério Municipal Alcides Francisco. Segundo informações obtidas pela reportagem, a segunda etapa deve ser executada por meio de um convênio com o Governo Federal, que ainda não foi concretizado.
Estacionamento rotativo e lanchódromo vão desobstruir as vias
O projeto de revitalização do Centro de Lençóis Paulista também contempla a implantação de um estacionamento rotativo no atual terminal rodoviário urbano, que será demolido após a conclusão das obras na antiga Estação Ferroviária Sorocabana. O objetivo é repor as vagas que serão perdidas com as alterações programadas para Rua Quinze de Novembro, Av. Vinte e Cinco de Janeiro, Rua Geraldo Pereira de Barros e transversais. A estimativa é de que o espaço consiga abrigar mais de 100 veículos.
A ideia inicial é que o local funcione com a primeira hora gratuita, estimulando a rotatividade e possibilitando que um maior número de pessoas seja beneficiado. “Nosso grande objetivo é fomentar o comércio. O estacionamento rotativo vai possibilitar que as pessoas tenham oportunidade de ir ao banco, de comprar seus presentes, suas roupas, de fazer suas atividades rotineiras dentro de uma hora, sem custo algum”, destaca o prefeito Prado de Lima.
Na parte de traz do terreno, onde atualmente funciona a plataforma de embarque e desembarque dos circulares, também deve ser construído um lanchódromo, para onde serão deslocados todos os comerciantes que trabalham com carrinhos de lanches na região central. Além dos espaços para abrigar os carrinhos, a estrutura deve incluir banheiros, pontos de hidratação, espaço para refeições, tudo com acessibilidade para portadores de necessidades especiais.
Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, as obras do estacionamento rotativo e do lanchódromo constam na terceira etapa do cronograma do projeto, que ainda está em fase de finalização e não tem valor de investimento definido. O início desta etapa está previsto para o segundo semestre, pois depende da conclusão da restauração e adequação da antiga estação ferroviária, que será o novo ponto de embarque e desembarque das linhas de circular.
Ainda dentro do projeto, existe a previsão de uma quarta etapa, que inclui as obras de adequação na Av. Vinte e Cinco de Janeiro, Geraldo Pereira de Barros e transversais. Nessas vias, o alargamento das calçadas não deve ser feito na mesma proporção que na Rua Quinze de Novembro. Após a conclusão das obras, a Prefeitura Municipal também estuda alterar o fluxo de trânsito nas duas vias, que devem passar a ter sentido único de tráfego de veículos.
“Talvez não seja possível concluir toda esta dinâmica do projeto de revitalização do Centro durante este mandato, mas vamos deixar o projeto de continuação pronto. Precisamos entregar um projeto urbanístico que contemple beleza, modernidade e acessibilidade. Isso inclui as vias do entorno. Vamos dar outra cara ao nosso centro comercial e isso certamente vai beneficiar nosso comércio”, completa o prefeito, que no dia 22 deste mês deve ter uma reunião com comerciantes para apresentar oficialmente o projeto.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia